} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


Violence and Force

Existem coisas que acho que nunca vão mudar, infelizmente, eu li no blog da Déb (Bolinando) sobre uma violência cometida contra um amigo gay da filha dela. Os caras bateram bastante no garoto só porquê ele era gay! Ainda tem gente que faz isso....que merda!

 

Eu sou como digo pro pessoal “hétero xiita”,  mas eu acho que a opção sexual que a pessoa faz é problema dela, se a pessoa é feliz com mulher, homem, animal, dane-se que eu tenho a ver com isso? Pra mim a opção sexual para definir o caráter da pessoa tem a mesma importância da cor dos olhos. Classifico as pessoas de boas e ruins, só isso.

 

Odeio esses termos GLS, e outra salada de letrinha que inventam toda semana, acho que é um troço que reforça muito mais a discriminação, é minha opinião. Não gosto de rotular as pessoas em grupos, isso só serve pra segmentar e incentivar reações opostas. Pra mim todo mundo é igual, não vou tratar meus colegas gays diferentes por que são gays, trato como qualquer pessoa, se for gente boa trato bem, se for imbecil ignoro. Por isso sempre me dei bem com todo mundo, respeito é fundamental.

 

Eu sinceramente acho que pra um cara agredir um homossexual sem mais nem menos é porquê tem algo que o incomoda. Acredito que seja mais um caso de homossexualidade reprimida, e por não ter coragem de assumi-la desconta em quem tem. Porquê esses caras não vão atrás do Maluf e enchem ele de porrada? Tem tanta gente ruim que merece uma surra.

 

Normalmente isso é lance dos malditos skinheads, um grupo de babacas neonazistas. Skinhead brasileiro é ridículo. Os originais na Europa odeiam imigrantes latinos, é como um negro querer fazer parte da Ku Klux Klan!! Ele pra imitarem os idiotas originais, pois nem imaginação tem, resolvem odiar nordestinos e negros. Porra a maioria dos pais deles são nordestinos e vários são negros!! Quer mais imbecilidade que isso? Neonazistas então....para né? Um cara que acha que a solução é seguir Hitler não tem o mínimo de noção sobre o que o cara fez...o cara segue porquê ele é o “bicho papão” e quer chocar. Semelhante aqueles caras que falam que são “satanistas”.

 

Esse pessoal também só anda em bando, individualmente não são nada, são covardes. Como eles não curtem cabeludos também, antigamente tive alguns problemas com esses idiotas, amigos levaram facadas, machadadas, meu irmão levou uma surra, etc. Eu desprezo skinheads profundamente. Espero que sejam todos presos e na cadeia virem “mulherzinha” na mão dos malandros, eles merecem isso e muito mais.

 

Cheers

 

Hank


Som do dia: “Violence and Force” da banda de metal canadense Exciter.




- Postado por: Hank Chinaski às 09h52
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Ain't Talkin About Love

Ontem eu estava de tarde batendo o papo com minha Annitta e minha amiga Curiosa, uma garota super legal de Curitiba e que visito o blog dela já a algum tempo. Conversamos diversas bobagens, rimos um bocado e a conversa foi para o lado de sexo, naturalmente.

 

Conversamos de como é difícil achar pessoas para conversar abretamente sobre o assunto, sem encanações nem nada. Para mim sexo é um troço muito bom e natural, maravilhoso, então porquê não falar!!! Porquê tem gente que só de uma garota falar que gosta de sexo anal ou fazer sexo oral é olhada com desdém?As outras mulheres falam: “Vadia”, “Piranha”, “Puta”, quando na verdade também adoram fazer, mas ficam putas da vida porquê alguém assume publicamente que gosta, e elas não têm essa coragem. Alguns caras também entram nessa e as chamam de “vagabundas”, quando na verdade são loucos pra arrumar uma garota que goste disso também.

 

Acho que a falta de discussão desse assunto é um troço deveras complicado, tem gente que se sente tão incomodado com o assunto que chega a ficar agressivo até. Conheço gente que se no meio de um filme de ação aparecer uma cena de sexo, a pessoa olha pra baixo envergonhada. Vergonha de quê? Se suas mães não tivessem dado uma ótima trepada num dia inspirado, nem nascido eles teriam....

 

Eu não tenho essa vergonha, visito diversos blogs eróticos e quando acho algum especial eu comento e até coloco o link aí do lado, selos etc...Eu me divirto e ainda faço amizades muito legais. Claro que na Internet tem que se separar o joio do trigo, tem muito picareta e sem vergonha, mas aí você tem que ter um mínimo de discernimento. Gente idiota vai aparecer claro, mas se você fizer um inocente blog sobre seu time do coração também vai. Um blog sobre poemas....também vai.

 

Acho engraçado que rola a lenda no “universo feminino” que homem fala muito de sacanagem, isso é uma das maiores lendas urbanas. Homem pega uma Playboy e comenta com o outro o tamanho da bunda, se a garota é gostosa, que gostaria de comê-la e para por aí. Raramente, e põe raramente nisso homem comenta com outros homens alguma situação como posições, estimulantes, afrodisíacos, etc. Homem sai com uma garota e fala pros amigos: “Comi fulana” e ponto. Mulher sai com as amigas e fala quantas o cara deu, se broxou, o tamanho do pinto, se fez preliminares, se beija bem, dá a ficha geral.

 

Eu sei disso porquê já aconteceu de eu acordar de um porre em cama alheia, quando vi o que havia feito, me despedi fui pra casa e inventei a maior história absurda de que havia perdido o Metrô e dormido na estação, consegui até ser convincente, mas meu álibi foi por água abaixo quando ela ligou para as amigas contando todos os detalhadamente tudo que havia feito....achei até curioso porquê como eu não me lembrava de quase nada era como ouvir o relato sobre outra pessoa. Mulheres falam muito mais de sexo que homem, por isso também que elas nos dominam tão facilmente, elas tem o mapa da mina....e depois elas que são o sexo frágil.....

 

Cheers,

 

Hank


Som do dia: “Ain’t Talkin’ About Love” do velho e bom Van Hallen.


PS. Depois que escrevi ese texto o provedor fez a besteira de tirar o blog da Curiosa do ar, baita sacanagem, mas ela vai voltar em breve.




- Postado por: Hank Chinaski às 09h52
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Touring II

Continuando a saga, o promotor do show de Atibaia era o Hélcio, dono de um bar chamado Aeronight's, que havíamos tocado um mês antes. Dessa vez o show era ao ar livre em uma  praça da cidade, com apoio da prefeitura e de uma rádio. O cara era um dos figuras mais gente boa que conheci, muito engraçado e tomava toda.

 

Ele foi junto com um amigo para Extrema ver a gente. Divertiu-se tomou todas e de madrugada resolveu voltar pra Atibaia. No meio do caminho o carro pifou, muito bêbado eles pararam próximo a um posto de gasolina e tentou empurrar o carro para baixo, ao mesmo tempo em que seu amigo empurrava o carro  para cima. Aí os dois começaram a discutir e brigar (coisa de bêbado), apareceu um cara do posto e ele brigou com ele também, conclusão: foi preso!!!

 

O amigo dele ficou puto e ficou na estrada esperando uma carona. Por sorte de manhã o pessoal da banda estava indo pra Atibaia e reconheceu o cara na estrada e deu a carona pra o cara. Nesse meio tempo a mulher do Hélcio já tinha tirado o bebum do xilindró, que levou um pau na cadeia ainda por cima.

 

Quando eu o Corbetta (baterista) chegamos de Camanducaia onde tínhamos levado as garotas mencionadas no post anterior, já estavam todos juntos, o Hélcio, o amigo, a esposa e o pessoal da banda. O cara já estava bebendo de novo, metade os caras estavam dormindo em cima de um palco. Eu estava boiando completamente no que tinha rolado. O cara me explicando era uma piada, a cara da esposa dele então.... isso era mais ou menos 13:00 hs e o show era as quatro e o bebum era o responsável pelo equipamento do show ainda por cima.

 

Fui com ele buscar os troços, mas quando vi ele se deitou num sofá e desmaiou! O cara era grandalhão e ficou derrubado. Conclusão: A mulher do cara que teve que tomar a frente do evento de novo. Demos uma força pra ela, na parte da montagem. Estávamos muito cansados, a esposa do Renato ,  Dolores, estava dormindo debaixo de uma árvore, parecia uma mendiga, devia ter fotografado, he,he,he. Fizemos o show no maior gás pra ir embora rápido. Pegamos nosso cachê e pegamos a estrada de volta.

 

Soube que o Aeronight’s fichou pouco tempo depois..era uma pena, pois todas as vezes que fomos lá fomos superbem tratados e o nosso amigo bebum era um figuraço....adoraria tomar um porre com ele novamente.

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Somebody Put Something in My Drink” dos Ramones.




- Postado por: Hank Chinaski às 13h11
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Touring

A vários anos atrás eu tocava baixo numa banda, tocávamos covers de Ramones, isso numa época que nem era usual o lance de banda covers, nós éramos quatro caras fanáticos pelos Ramones, que se esforçavam para tirar o maior número de sons dos caras, com a maior  fidelidade possível, e nisso nós éramos realmente muito bons, até o fã clube deles adoravam nossos shows, isso durou uns 10 anos mais ou menos e foi muito bom enquanto durou. Se fosse pra falar de tudo que rolava nesses shows teria que fazer posts durante um semestre inteiro, mas tem umas histórias engraçadas.

 

Uma vez fomos fazer dois shows num fim de semana, um em Extrema (MG) e outro em Atibaia (SP). Chegamos em Extrema e fomos nos encontrar com os organizadores do show, que seria realizado em uma destilaria desativada. Os caras eram bem gente fina então fomos passar o tempo na pracinha da cidade onde rolava uns bares e era o agito da cidade, já que tinha um bom tempo pra ir “trabalhar”. Notei que a praça estava muito agitada e todo mundo ia de lá para o show, estávamos nós quatro e mais alguns amigos que haviam vindo de SP, pra dar uma gargalhadas. Pegamos uma cerveja e ficamos bebendo. Quando o pessoal notou que nós éramos da banda, várias pessoas vieram conversar conosco, bater papo, pedir autógrafos (que eu odiava ter que dar, me sentia o cara mais estúpido do mundo), etc. Um (mui) amigo, o Thaynha havia avisado alguns locais “que o baixista era viado, e que tinha mania de pegar no pinto dos carass que iam falar com ele”. Notei que os caras conversavam comigo meio afastados mas só descobri o porquê mais tarde. Gordo filho da puta!!

 

O show foi legal, só rolou o problema que o palco era de azulejo, e tiveram a infeliz idéia de colocarem uma maldita máquina de fumaça (smoke Mary) atrás de mim. Isso era terrível porquê a fumaça entra na garganta é terrível para cantar e como eu fazia os “backing vocals” me fodia. Além disso a fumaça era a base de glicerina, então o palco virava sabão. Morria de medo de escorregar e se isso acontecesse ia levar um “chão” bravo, então eu ficava pisando no tapete da bateria, rezando pra não dar mancada. Agora dou risada mas na hora foi foda.

 

Terminou o show, vieram dezenas de moleques pedindo de novo autógrafos em camisetas, papeis ingressos, etc. Aí apareceu uma garota com um top branco pedindo autógrafo, eu meio sem graça perguntei onde....ela sem se fazer de rogada levantou o top para eu assinar meu nome no sei dela há,há,há. Me sentia um membro do Motley Crue!!!! O pior é que o Taynha me arrumou uma caneta que não escrevia e como não saia nada, o safado pegava um paninho e passava no peito da garota “para enxugar” he,he,he. Fiquei com uma cara de paspalho e os outros caras da banda riam muito. Caralho, o que dava na cabeça da figura pra fazer isso com um Zé Ninguém como eu? Que coisa...Mas também não reclamei e fui dar uma “voltinha” com ela.

 

Quando voltei o equipamento já estava todo dentro dos carros e o pessoal estava me esperando pra sair para a casa onde ficaríamos hospedados.Pulei pra dentro do carro do baterista que já estava cheio e uma loirinha muito bonita e com cara de safada pulou no meu colo. Pensei que estava no paraíso não acreditava no que estava acontecendo...bom demais pra ser verdade.

 

No dia seguinte eu e o batera acordamos cedo e tínhamos que levar a loirinha e mais uma amiga dela que estava com ele para Camanducaia, então fomos para lá. Levamos as duas, tomamos uma cerveja e fomos direto para Atibaia para tocarmos, mas aí já é outra história impagável.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do Dia: “Touring” dos Ramones. Adorava tocar essa música, é uma Rock’n Roll High School” modificada, mas a letra é muito legal.




- Postado por: Hank Chinaski às 22h46
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Smoke

Eu sempre vejo em blogs muitas referências aos livros da série Bridget Jones de Helen Fielding (né Cacau?), lá a autora teve a habilidade de transportar para seus livros os anseios e preocupações de uma mulher normal, com muito humor e por isso mesmo conquistou tantos fãs. Eu vou falar hoje do equivalente masculino de Fielding, o também  inglês Nick Hornby.

 

Hornby foi crítico musical, adora Rock, fanático pelo Arsenal e tem um senso de humor incrível. Por conhecer o que ele fala (música e futebol) tenho uma identificação natural com suas idéias, alguns de vocês podem conhecer seu trabalho através de algumas adaptações de seus livros para o cinema, são filmes leves, nenhum deles vai mudar sua vida, mas são geralmente divertidos, perfeitos para se ver num domingão chuvoso, seus trabalhos são:

 

Febre de Bola: Conta à história de um professor, totalmente doente pelo seu time de futebol favorito, o Arsenal, que estava na “fila” a um tempão. Ele encontra e se apaixona por uma colega, que não entende e não gosta de futebol. Isso provoca situações hilárias como quando estão procurando uma casa para morarem juntos e “por coincidência” ele acha um apartamento a 20 metros do estádio. O filme é legal, bem divertido.

 

Alta Fidelidade: É a história do dono de uma loja de discos e suas decepções amorosas. O fanatismo dele e dos seus funcionários por música é hilária. A mania de tudo de fazer listas das “10 melhores músicas para...” virou até mania na imprensa. A transposição para o cinema foi um projeto pessoal de John Cusak (que interpretou o dono da loja) e contou com magníficas interpretações de Jack Black e Tim Robbins, ótimo filme.

 

Um Grande Garoto: Fala sobre um solteirão rico e independente que tem seus conceitos alterados completamente com a entrada de um garoto pentelho na sua vida. No cinema o solteirão foi interpretado por Hugh Grant, acho a adaptação mais fraca dos seus livros, mas mesmo assim tem cenas bem engraçadas.

 

Como Ser Legal: Hornby narra o livro na pessoa de uma mulher casada, superbem sucedida no trabalho, com marido, filho e o amante ideal, ela se acha a pessoa mais legal do mundo, mas de repente tudo muda e o panaca do marido enlouquece mas todas as loucuras dele dão certo e ela não se conforma disso. Muito engraçado, não existe adaptação para o cinema ainda, mas o livro é ótimo e foi o último dele a sair no Brasil.

 

Ele tem ainda mais dois livros não lançados aqui: “31 Songs” em que ele fala sobre 31 músicas que mudaram sua vida e “Speaking With the Angel” uma coletânea de contos de vários autores organizada por ele e com vendas revertidas para um instituto voltado a crianças autistas.

 

Se você quer uma literatura leve e divertida, recomendo os livros de Hornby, seu senso de humor e o uso de referências comuns a todos nós nos deixam super à vontade. Pode ler sem susto.

 


Som do dia: “Smoke” do Ben Folds Five, a música nº 16 da lista de Hornby em “31 Songs”




- Postado por: Hank Chinaski às 12h07
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




All You Need is Love

A dez anos atrás, quando minha mãe morreu, eu não sabia fazer porra nenhuma em matéria de “cuidar de uma casa”. Minha mãe e antes dela minha avó, sempre fizeram tudo, eu só cozinhava o básico do básico, principalmente em viagens e acampamentos. Meu irmão então em matéria de cozinha era mais inapto ainda, mal sabia fazer miojo. Depois de um tempo resolvi que tinha que tomar providências quanto a isso, como minha Velha tinha vários livros de receita da Ofélia, comecei a dar uma olhada e ver o que conseguiria fazer, e por aí fui aprendendo a cozinhar, e muito bem por sinal. Muita gente me pergunta se minha mãe me ensinou algo e eu falo que quem me ensinou foi a Ofélia, he, he, he. Eu adoro cozinhar, não o rango do dia a dia, mas fazer um prato pra quem você gosta ou para um almoço com os amigos é muito prazeroso.

 

Hoje me viro razoavelmente bem sozinho, sou extremamente bagunceiro e isso não vai mudar nunca. Pra se ter uma idéia eu tenho cerca de 700 CD’s mais ou menos, e estes estão espalhados em três cômodos da casa. Fico muito puto quando quero achar um CD e não consigo, aí a besta aqui liga para os amigos perguntando se eu o havia emprestado, e depois vou achá-lo 15 dias depois debaixo de uma pilha de roupa acumulada para passar.

 

Fico impressionado como as vezes alguns caras casam com pessoas que não gostam apenas porquê não sabem não sabem cozinhar ou cuidar de uma casa. Cara, pensa bem, é mais barato você pagar uma empregada e uma puta. Nada compensa nem justifica você acordar do lado de uma pessoa que não tem nada a ver com você a não ser o fato que ela faz uma lazanha tão boa quanto a sua mãe. Tem o lado das mulheres que também se casam apenas para ter segurança financeira, um carro legal, um apartamento descolado. Bullshit!!! Isso é fracasso na certa, puta imbecilidade fadada à falência conjugal.

 

Por essas e outras que homens e mulheres que se juntam por razões erradas traem e se magoam uns aos outros. Se não é pelas razões certas é melhor nem começar nada.Não se deve basear relacionamentos numa bela bunda ou numa carteira cheia. Acho ridículo essa história de que “não existe homem fiel” ou “mulher é tudo vaca mesmo”, isso é mero clichê.

 

Eu não traio minhas namoradas porquê além de vários motivos quando entro num relacionamento não sobra espaço para nenhuma outra pessoa, não consigo “sintonizar outra estação”. Pra mim isso é muito simples, não tem mistério. Eu não preciso de uma mulher pra ser dona de casa pra mim, que paguem minhas contas, minha namorada é simplesmente minha companheira. Hoje estou super feliz com minha “Annittinha”, porquê entendemos o espaço um do outro, sem questionamentos bestas ou se levar por fofocas e inveja, temos um relacionamento super intenso e a adoro. Sei que estamos juntos pela razão certa.

 

Acho que nunca devemos “descarregar” em outra pessoa seus desejos e frustrações, querer moldar as pessoas, elas devem se apaixonar somente pelas razões certas. Quem precisa de muleta é aleijado, lembrem-se disso.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia: “All You Need is Love” de um grupo novo de Liverpool, que falam que vai fazer um sucesso danado, chamado “Beatles”.

 




- Postado por: Hank Chinaski às 12h05
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Monster

Essa semana foi assistir ao filme “Monster – Desejo Assassino” com a Charlize Theron e a Christina Ricci, ele conta uma história verídica sobre uma prostituta que se apaixona por uma garota lésbica, mas depois de uma tentativa de estupro e assassinato se torna uma serial killer, matando seus clientes. Esse filme não teve grande repercussão no Brasil, apesar do Oscar de melhor atriz para Charlize.

 

Quando eu tinha ouvido que ela havia recebido o prêmio não pus muita fé. Ela é linda, maravilhosa, havia feito alguns filmes legais e várias bombas...Se bem que ela havia trabalhado com o Woody Allen no “Mistério do Escorpião de Jade” que é muito legal, e Woody é um cara bem exigente com seus atores, então ele deve ter visto algo a mais do que as maravilhosas pernas da atriz.

 

Realmente ela me surpreendeu muito. Primeiro que ela está com uma aparência Horrível, feia, decadente, pele cheia de manchas, uma puta de rua da pior espécie. Se ela aparecesse na minha frente querendo dar pra mim eu saia correndo, se ela falasse que é a Charlize eu ia falar: “Prazer, Brad Pitt”. Está irreconhecível, conseguiram transformar uma das mulheres mais lindas do cinema em um bagulho. Segundo que ela tem uma atuação de tirar o fôlego, é um papel muito difícil, muito duro, ela não faz o papel daquela puta glamorosa como a Julia Roberts em “Pretty Woman”, mas é o outro lado da moeda. Uma pessoa carente, sem rumo, alcoólatra, sem amor próprio, etc. Um papel que muitas atrizes de renome teriam se estrepado, mas ela se saiu muito bem, está simplesmente perfeita.

 

O filme é super pesado, não é nada “agradável” de ver uma pessoa se ferrar sempre, é muito triste. Quando ainda se pensa que foi uma história real então é pior ainda, mas pra quem gosta de cinema, e ver uma boa atuação eu recomendo.

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Dirty Women” do Black Sabbath.




- Postado por: Hank Chinaski às 12h18
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




My Angel is the Centerfold

Eu estava hoje de manhã levando minha cachorra para o veterinário, e passei em frente um Night Club / puteiro que tem na avenida perto de casa. Tinha uma faixa gigante: “Show com Denise Furacão -  Capa da Revista Private”. Pensei: Cacete nunca ouvi falar na fulana e muito menos na revista.

 

Reparei depois em uma banca mais próxima a quantidade de revistinhas pornôs que existem por aí. Uns nomes que nem sei de onde tiram, umas mulheres feias, outras bonitas, outras apenas razoáveis. Fiquei imaginando quais são os requisitos para posar para uma revista dessas, com certeza beleza não é fundamental, e com certeza devem receber merreca pelo trabalho.

 

A Playboy tem um certo “padrão de qualidade”, mas o foda que se você acreditar que as mulheres são daquele jeito tenho uma surpresa pra você: OS DINOSSAUROS DO JURASSIC PARK NÃO EXISTEM!! É incrível que o Photoshop consegue fazer não é mesmo? Alguém já ficou cara a cara com alguma garota que posou pra Playboy? Te garanto que em 70 % dos casos elas são iguais a vocês mulheres e as nossas namoradas, esposas, com uma celulitezinha e estriazinha que TODA mulher tem. E as 30% que sobraram devem ser umas neuróticas tão grandes, pois devem ficar em academias metade do dia, não bebem nada, só comem comida saudável e só devem entender de maquiagem. Conclusão: Deve ser uma foda muito chata!! Depois do “Vamos ver” se ela abrir a boca pra conversar, você torce pra frase do Frank Zappa se concretizar e ela se transforme em uma pizza quando o relógio der as doze badaladas.

 

Minha “iniciação” á sacanagem eram umas revistinhas suecas, que eram contrabandeadas e disputadas a tapa. A Playboy nem mostrava nu frontal, era um peitinho, um pedaço da bunda e olhe lá, então se quisesse algo mais “excitante” tinha que apelar pra essas revistinhas. Agora tudo é tão fácil...a Internet é o grande paraíso dos moleques punheteiros. Basta três cliques e você tem uma foto da Britney Spears peladinha, mesmo que nunca tenha pousado nua.

 

Cheers,

 

Hank

 

 

 

 


Som do dia: “My Angel is the Centerfold” da J. Geils Band. Essa música é um clássico dos anos 80, e recordo-me do clip onde o vocalista de apaixona pelo pôster de uma revista erótica.

 




- Postado por: Hank Chinaski às 12h07
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Se existe uma coisa que eu não entendo bulhufas, quase nada é arte. Não sei diferenciar períodos, pintores, se um artista é um gênio ou é um enganador. Na verdade eu acho isso até bom, pois quando você entende muito de um assunto, costuma-se a ficar muito seletivo, e isso muitas vezes até atrapalha. Eu quando vejo um quadro eu só penso se é legal ou não. Tanto pode ser um Picasso ou um pôster vendido na Praça da República.

 

Eu gosto de algo de Picasso, Gaudí, Salvador Dali...já vi coisas bem legais de Romero Brito, e por aí vai. Não sei dizer nomes de quadros nem nada. Apesar disso eu acho muito legal, é uma sensação muito agradável estar de frente para um quadro que te transmite uma mensagem, uma sensação diferente. Gostaria de ter mais tempo para se dedicar mais a isso, ou ter grana para encher minhas paredes de quadros.

 

Eu gosto mesmo e desse cara eu sou fã é do artista plástico suíço H.R. Ginger. Ele tem uns troços que são ótimos, mas admito que não é para qualquer gosto. O trabalho mais conhecido dele é o monstro da série “Alien”, mas fora isso tem várias capas de discos, vários livros, etc. Acho o cara demais... A obra dele tem algumas coisas sexuais muito bizarras, ele é extremamente tétrico também, meio demoníaco. O tipo de cara que não gostaria de ficar em uma sala sozinho com ele, mas mesmo assim faz um trabalho com personalidade.

 

Uma vez eu fui numa Bienal, aí eu vi que tem uns caras que forçam a barra, tinha uma “obra” que era uma bola de papie-machê cheia de cacos de garrafa colados, pendurada num fio, muito idiota. Atinha outra que eram quatro quadros de uns 4 metros, totalmente pretos, com exceção da posição de uma bolinha branca em cada um. Assim também não dá pra engolir não é? Você toparia ter uma bola de cacos de vidro no meio da sua sala?

 

 

 

 

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia: “3 Aliens in L.A.” do Karnak, uma das minhas bandas nacionais favoritas, que infelizmente acabou no ano passado, mas deixou ótimos cd’s.




- Postado por: Hank Chinaski às 11h51
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Asas do Desejo

Eu adoro cinema, gosto de assistir filmes no cinema, na TV, DVD, sozinho, acompanhado, agarrando minha namorada ou criticando as mancadas do roteiro com um amigo. Tanto faz, sempre é um prazer pra mim.

 

Eu gosto também de qualquer tipo de filme, minha preferência depende muito do humor. Tem dia que quero ver um dramalhão pesado, outros um romance açucarado com a Meg Ryan, noutro dia um faroeste com o Clint Eastwood, uma ficção científica, um horror do Freddy Krueger, uma comédia italiana, um filme do Fellini. Adoro tudo isso.

 

Eu gosto dos chamados “filmes de arte” ou “cinema cabeção”. O que eu não gosto é do povo que só gosta desse tipo de filme. Odeio os chatos que vão na mostra de cinema pra ver um filme iraniano chato, só para parecer “cool” e estar “acima dos mortais” que querem ver o “Homem Aranha 2” por exemplo. As revistas que criticam esse tipo de filme são tão esnobes e presunçosos que fazem questão de manter esses tipo de filme o mais longe do público comum, como que se quisessem ser os únicos privilegiados a ter o “conhecimento”. Very disgusting!!

 

Eu por muito tempo tinha raiva desse tipo de filme por causa desses chatos, achava que se esses caras gostavam, os filmes também deveriam ser horríveis...precisei de bastante tempo pra deixar o preconceito de lado, mas valeu a pena. Ta certo que tem coisa que é chato mesmo, eu não suporto Kielowski por exemplo, aquela trilogia da “Fraternidade é Vermelha” é pior que um chute do Rivelino no saco, e me fez pegar uma bronca da Juliete Binoche, que nunca mais passo perto de um filme que ela trabalhe.

 

Um filme que gosto muito é “Asas do Desejo”. Uma história com conteúdo, sobre um anjo que se apaixona por uma mortal, e que renuncia sua imortalidade para se juntar a ela. Esse filme teve uma versão americana chamada “Cidade dos Anjos” mas sinceramente, é muito fraco... não dá pra comparar com o original.

 

Esse filme mostra o personagem que faz uma opção e está perto de atingir a felicidade e que de uma hora para outra tudo muda radicalmente. É um conto de fadas, uma parábola, mas é algo presente e que acontece todo dia conosco.

 

Cheers,

Hank

 


Filme do dia: “Asas do Desejo” dirigido por Win Wenders


 

 



- Postado por: Hank Chinaski às 12h11
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Two Fools a Minute

Eu estava comentando com uns colegas essa semana durante a transmissão de um jogo da Copa do Brasil: Tem coisa mais ridícula que aquele pessoal que levam placas nos estádios de futebol, pra ficar “babando ovo” para a besta quadrada do Galvão ou pra Globo?

 

Obvio que 90% é armado, alguém da produção faz os cartazes e leva pra uns manés segurarem. Aí a pergunta é a seguinte: O que leva um ser humano a aceitar pegar um cartaz desses pra aparecer na Globo como lambe-saco do Galvão? O caras nasce, cresce, arruma uma namorada, casa, tem filho, aí aceita um cartaz  escrito : “Te amo Galvão”!!!! Puta que o pariu, que fim de feira!!!

 

E os outros 10%??? Os fazem o cartaz e levam pro estádio? Imagino o cara roubando a cartolina que a filha de 7 anos tinha escondido pra fazer o cartaz da festa junina da escola. Aí pega o giz de cera e com um garrancho descomunal escreve: “Galvão eu te amo”.

 

Aí ele pega a porra do cartaz, entra no ônibus lotado pro estádio. Ele tá todo espremido, o saco do negão com cabelo black power ta roçando na sua bunda, mas ele não sai do lugar pra não amassar a cartolina. E o negão berrando na orelha dele: “Curintiáááááá´, Curintiáááááá”. Chegando no estádio ele tem que correr da torcida adversária, não que ele tenha medo de briga, mas porquê ele não quer perder seu amado cartazinho. Na entrada ainda é revistado, o policial (que por sinal se chama Galvão), olha o cartaz e dá uma piscadinha marota.

 

Chega o grande momento, no intervalo do jogo que o time dele ta perdendo de 3 a zero, ainda no primeiro tempo. A câmera da Globo fica de frente pra ele e o filma, em rede nacional, pro Brasil inteiro, que ele quer dar o rabo pro Galvão Bueno!!! Que romântico!!! Imagina a mulher desse cara? Será que ela coloca uma máscara do Galvão pra transar com ele? Ou na hora do vamos ver ela grita: “Vai que é suaaaaaa Genivaldo!!!!”

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Two Fools a Minute” do David Lee Roth. Existe uma expressão americana que a cada minuto nasce um bobo, O David Lee acha que são dois, mas eu acho que são bem mais ....




- Postado por: Hank Chinaski às 08h37
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Mercy Street

Uma coisa que presto muita atenção é em trilhas sonoras. As vezes voc~e está vendo um filme, uma série na TV, uma novela (argh!) que seja, e quando você vê uma música te chama a atenção, as vezes de uma forma que você até deixa de prestar a atenção no enredo.

 

Tem uns carinhas que em matéria de trilhas são figurinhas carimbadas como o ex- Oingo Boingo Danny Elfman que fez desde Batman, Eduardo Mãos de Tesoura, O Estranho Mundo de Jack (adoro esse filme) até a música tema dos Simpsons. Nem vou falar do Phill Collins e do Elton John que fazem aquelas músicas tremendamente horríveis para os filmes da Disney.

 

Eu acho legal por exemplo como o Peter Gabriel trabalha nesse sentido. Ele tem coisas ótimas. Me recordo de “Bird” do Allan Parker (não me recordo do nome em português) A trilha é parte integrante do filme, dá uma ênfase absurda a história. Ele fez isso em “A Última Tentação de Cristo” (Muito melhor que “O Massacre da Serra Elétrica na Galiléia” que o Mel Gibson fez recentemente), sem a trilha sonora o filme ficaria bem mais pobre.

 

Muita gente ouve “Mercy Street” e a primeira coisa que vem a cabeça é aquela minissérie da Globo “O Sorriso do Lagarto”, a música marcou tanto que pouca gente hoje se lembra do que se tratava a série, mas a música ficou. “Biko” é outra música que casou perfeitamente no filme homônimo e até hoje essa música é um manifesto contra o racismo. Recentemente ele fez uma música muito legal para o desenho dos “Wild Thornberrys”, chamada “Animal Nation” onde ele fala das poucas diferenças entre o ser humano e os animais.

 

Eu acompanho toda segunda uma série chamada “Kingdom Hospital” que foi adaptada para a TV pelo Stephen King. A série é ótima, mas a música de abertura me pegou logo de jeito. Por 3 semanas fiquei com o nariz grudado na tela esperando os créditos finais, até ter certeza que não colocaram crédito nenhum. Entrei então no Orkut e na comunidade do Stephen King tinha mais gente querendo saber o nome da música e finalmente descobri que a música se chama “Worry About You” e o nome do grupo é Ivy. Já baixei a música e agora vou pesquisar sobre a banda para saber se são bons mesmo ou só mais um “one hit wonder” ou seja, se só tem uma música que presta.

 

Cheers,

 


Som do dia :Mercy Street, que por sinal tem uma versão fantástica no novo DVD do Peter Gabriel.




- Postado por: Hank Chinaski às 11h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Endless Vacation

Hoje é um dos dias mais aguardados do ano: O último dia de trabalho antes das férias!!! É também o mais longo, é impressionante que hoje o relógio está pelo menos 3 vezes mais lento. Meus chefes, que vão ter que se virar sozinhos, estão desesperados querendo que eu termine serviço de uma semana em um dia...há,há,há......esperem sentados.

 

O primeiro dia das férias é um troço inexplicável de felicidade...a sensação de olhar pro relógio e voltar a dormir enquanto seus colegas estão trabalhando, só é comparável a ser acordado com um “blow job” da namorada. Se os dois vierem junto então.....he,he,he.

 

Uma vez eu tirei férias e viajei com a mochila nas costas pelo sul. Bati uma foto minha esparramado numa praia deserta e escrevi na areia: “segunda-feira 11 hrs”. Isso sim é uma foto animadora. Ainda por cima fui na barraquinha pedi uma porção de camarão, tirei as cabecinhas, coloquei-as em vários envelopes e enderecei-as á meus amigos e colegas que não puderam viajar. Nem preciso dizer que havia um batalhão de linchamento me esperando na volta.

 

No ano passado me lasquei. Um amigo que tem casa em Maresias me emprestou a chave e fui pra lá. Nunca vi tanta chuva e frio!!! Eu tava embolorado, isolado, sozinho....E o bar mais próximo era MUITO longe. Eu não agüentava mais, e depois de 4 dias desisti e vim embora.

 

Esse ano não devo viajar, pois tenho uns troços para fazer e vou receber uma visita extremamente importante do meu amor, então vou aproveitar pra ir no cinema, beber no boteco as 3 da tarde, passear...nada melhor que férias, mesmo que sejam só 10 dias.......

 

Cheers,

 


Som do Dia: “Endless Vacation” do Ramones. Bom nesse caso não é “endless” (sem fim), mas como disse Vinicius, que seja infinito enquanto dure, he,he,he.




- Postado por: Hank Chinaski às 07h33
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Friends Will be Friends

Gostei muito das manifestações a respeito do post de ontem sobre o Gordo. É sempre bom ter algum contato com os velhos (e novos) amigos.

 

A gente não escolhe os país, não escolhe os irmãos, os parentes, os colegas de serviço ou de time.Mas os amigos a gente escolhe. Ando com alguns desses caras a mais de 20 anos, nessa época éramos rockeiros cabeludos, agora somos rockeiros carecas e barrigudos, mas ainda somos amigos.

 

Eu acho muito engraçado gente que fala que é difícil ter amigos de verdade. Pra mim nunca foi difícil não!! Muitos de nós se casaram, moram em outras cidades e países, mas quando nos encontramos parece que nos vimos no dia anterior.

 

Nossa convivência não é pacífica não. Rola uns paus bravos de vez em quando, mas como sabemos que ainda assim vamos continuar amigos, então relevamos muitas coisas. Você não pode querer mudar uma pessoa ou impor seu ponto de vista como o único correto, deve respeitar as opiniões das pessoas, mesmo que você não concorde absolutamente com elas. Pô tem gente super religiosa e eu sou um ateu radical, imaginem nossas discussões sobre o assunto....

 

Ontem uma pessoa que se dizia muito amiga de uma pessoa muito importante para mim “fechou a porta” de uma amizade, por discordar de uma mudança de planos que havia sido feito anteriormente mas devido a acontecimentos não planejados foram por água abaixo. Esse tipo de coisa não rola entre a gente, podemos ficar frustrados, mas se gostamos de alguém não é uma atitude que nos faz ir contra os outros. Isso é coisa de gente mesquinha, que quer que suas vontades sempre prevaleçam, não importando se a outra parte apenas quer ser feliz com algo. Esse tipo de amizade é tão dispensável como uma camisinha usada...

 

Mas é isso aí....enquanto isso vcs vão te que me aturar mais um pouquinho por aqui, a não ser quando o Thaynha me chamar pra um churrasco na casa do Joey Ramone.

 

 

Cheers,


Som do dia: "Friends Will be Friends" do Queen.




- Postado por: Hank Chinaski às 12h40
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank