} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


No Control

Uma coisa tem me deixado puto, que é o fato de algumas pessoas acharem que seus direitos são mais importantes do que a das outras, que suas necessidades são mais urgentes, que pra conseguir ganhar uns tostões a mais vale a pena prejudicar os outros. Estou falando das greves do Judiciário e dos bancários.

 

A greve do Judiciário durou 91 dias, com a justiça totalmente emperrada, presos que cumpriram sua pena não podiam ser soltos, outros aguardavam julgamento não o tiveram, pessoas que necessitavam requerer pensão alimentícia não puderam, não se podia comprar imóveis, inventários deixaram de ser feitos e gente que necessitavam desse dinheiro ficaram á míngua. Tudo que dependia do poder judiciário fodeu, e o governo bunda mole não fez absolutamente nada, como isso foi possível? Não existe uma lei que obriga que pelo menos uma porcentagem do trabalho seja feito? Se isso não é cumprido porquê os líderes desses movimentos não vão presos e punidos e os sindicatos multados e processados? Qual é o medo? Perder votos nas eleições é óbvio.Isso não é retaliação é cumprir-se a lei, e se o governo não a cumpre ele não está fazendo a parte dele.

 

A greve dos bancários é igualmente ridícula, não se pode prejudicar a população desse jeito. O Tribunal Regional do Trabalho mandou que 40% de cada agência funcione sob risco de multa. Aí o diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Dirceu Travesso, afirmou que a categoria não tem medo da multa. "Se formos abaixar a cabeça, vamos voltar para o tempo da escravidão. Se ameaçar com multa fosse alguma coisa, o presidente Lula não teria feito greve no tempo da ditadura." Perfeito, quer dizer que ele diz que uma ordem judicial não significa nada, usa o nome do presidente como salvo-conduto e nada acontece? Cadê a lei? Lei não se discute, se cumpre.

 

Eu acho que os trabalhadores devem lutar sempre para melhorar sua situação, mas deve-se respeitar os direitos das outras pessoas. Se achar que ganha pouco e não dá então procure outra coisa pra fazer da vida. Não tem capacidade? O problema então é seu! Quem mandou não se especializar, não estudar? Agora por causa disso uma mulher fica com o filho passando fome porque não pode receber uma pensão alimentícia devido a uma greve?

 

Por isso eu falo que os governos (não só esse, mas os anteriores também) são bunda moles, ficam com medo de brigar com os sindicatos para não perderem votos nas eleições. São pelegos, hipócritas e não cumprem a lei. Esse povo todo me dá nojo.

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “No Control” do Bad Religion. Uma banda punk com consciência, as letras são muito boas, nada a ver com essa de punkinho apaixonado que torra o saco. Punk de verdade com atitude.



- Postado por: Hank Chinaski às 08h33
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Lei Seca

Esse domingo vamos ter mais uma demonstração de estupidez coletiva, que são as eleições, que vão tirar você da sua casa, pra votar em algum estúpido que na segunda-feira nem vai querer saber de você por três anos e nove meses, ou seja, até ele entrar em campanha novamente e precisar do seu voto pra continuar a mamata. Acho ridículo você ser obrigado a votar, por causa disso o cara vai lá de saco cheio e vota nos “Enéias” da vida. Duvido que alguém se daria o trabalho de sair de casa pra votar no “cara engraçado do horário eleitoral”, se não fosse obrigatório.

 

O que me incomoda mais é a droga da Lei Seca, será que eles nunca se tocaram que quanto mais insistem nesse assunto mais o pessoal bebe? Se não existisse essa lei com certeza muito mais gente votaria sóbria, é só proibir pro pessoal ficar mais com vontade de beber. Eu recebi ontem um convite para uma festa durante a eleição, justamente pra burlar a lei seca. Sempre fizemos churrascos nesse dia e que eu lembro nunca faltou uma latinha gelada na minha mão após “cumprir o dever cívico”.

 

Antes a lei era muito mais dura, rolava da meia noite de sábado até a meia noite de domingo, mas como nosso Presidente também gosta de tomar uma (ainda bem!), agora vai das oito da manhã até ás cinco da tarde. Antigamente se te pegassem bebendo em um bar você poderia até ser preso. Eu nunca vi tanto bebum tomando guaraná e soda limonada, já que os donos dos botecos enchiam o copo de cerveja ou cachaça, escondiam a garrafa e colocavam essas garrafas de refrigerante para disfarçar, se a polícia passasse. Ninguém respeitava a lei .

 

Uma eleição estava eu com uns amigos no Bar do Jurandir, um botecão muito simpático e o dono não tava nem aí com a lei, estava um sol de torrar então todo mundo foi pra lá. Um bar que cabia no máximo umas dez pessoas tinha umas vinte e cinco. Eu estava na calçada enchendo meu copo com o precioso líquido bavário quando apareceu do nada um carro da polícia na minha frente, não tinha nem como esconder então continuei bebendo. Como tinha muita gente pra levar todo mundo pra delegacia eles mandaram todo mundo embora e levaram o Jurandir. Deu uma meia hora ele voltou rindo, abriu o bar e continuamos a beber normalmente.

 

Tenho certeza absoluta que essa eleição não será diferente. O problema não é votar bêbado, o pior é que a ressaca eleitoral dura quatro anos e não vai ser colocando o dedo na garganta que você vai melhorar.

 

Cheers

 

Hank


UPDATE: Quer saber o que seu vereador fez no último mandado (SP)?

 Se ele trabalhou ou só encheu linguiça?

Visite esse site: http://www.votoconsciente.org.br/home/camara.htm


Som do dia: “Mas Tequila” do Sammy Hagar. O ex e atual vocalista do Van Halen é um dos caras mais injustiçados do Rock. Foi acusado de estragar o Van Halen, quando na verdade quem fazia as merdas eram os dois irmãos idiotas. Ele tem uma carreira solo muito legal, enquanto o VH sem ele naufragou e eles precisaram implorar para que ele voltasse para a banda.




- Postado por: Hank Chinaski às 07h51
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Um Dia de Fúria

Hoje estou num "Dia de Fúria". Quem assistiu o filme acima deve saber como me sinto. Fiz um post muito violento que minha auto-censura fez deletar. Então hoje não tem post.

Amanhã voltaremos a programação normal.


Quero aproveitar para mandar os parabéns pra um grande amigo. Hoje é aniversário dele (ele é bem mais velho que eu he, he, he). Ele não bebia nada quando todos nós éramos quase alcoólatras. Começou a beber a uns 4 anos atrás e agora é colecionador de pinga! Está em plena “adolescência alcoólica” !!!!! Parabéns Calil “Velho do Rio”!!! Vamos por um boi no espeto!

Cheers,

 

Hank


Som do dia: “Life Sentence” do Dead Kennedys




- Postado por: Hank Chinaski às 10h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




The Torture Never Stops

Eu estava zapeando a TV esse fim de semana e cai por acaso em um comercial da MTV, onde o Cazé falava de um ser muito presente na noite, o cara que fica berrando “Toca Raul” em tudo quanto é show. Quem já tocou na noite sabe bom o que estou falando.

 

É impressionante como certas coisas nunca mudam, quando eu tocava, em qualquer lugar que fosse, vira e mexe apareciam umas figurinhas carimbadas. O chato que fica berrando “Toca Raul!!!!” é um deles. O foda é que esses caras normalmente são muito burros e chapados. Você pode estar tocando numa banda cover do Sepultura, que o cara vai pedir pra tocar Raul Seixas. Toquei no bairro do Bixiga, e lá era uma profusão desses figuras. A gente olhava pra cara do figura querendo esganar, ficava imaginando o que ele bebia pra ficar daquele jeito idiota. Esses caras normalmente não gostam de música, gostam do estilo de vida que eles acham que o Raul Seixas tinha, que na real é 90% da cabeça deles, não correspondia com a verdade, mas eles vão no show e ficam enchendo o saco de todo mundo.

 

Tem outras figuras também, como aquele que só conhece uma música da banda, aí ele fica quietinho de braços cruzados mexendo os lábios, fingindo que ta cantando algo, aí começa a tocar o som que o cara conhece e fica pulando mais que pipoca na panela, baixa o santo no cara. Termina a música e o cara fica quietinho de novo.

 

Tem a groupie também. Ela fica encarando o músico com aquela carinha de “quero dar”, fica passando a língua de uma forma sensual nos lábios, se insinuando, se sua namorada está perto é pau na certa. Normalmente a groupie se coloca em um lugar que absolutamente impossível você não percebê-la.

 

A mesa com as namoradas e os amigos. Normalmente quando a banda é muito ruim, sempre tem uma mesa reservada para as namoradas e amigos paga pau, logo na primeira fileira. Elas fazem a maior cena, agitam os braços, cantam junto as músicas. Tudo para os caras da banda não perceberem que ninguém tá nem aí.

 

O “Bêbado Cantor” é outra figura. Normalmete quando você toca covers em bares, é fatal numa certa altura um breaco subir ao palco para o microfone de backin’ vocal e tentar roubar o show. Aí ele pisa nos pedais, tropeça nos pratos da bateria, empurra o baixista e pisa no pé do vocalista. E o público ainda tem que ouvir o cara cantando.

 

Tem também a mesa dos músicos chatos. Esses caras vão só pra secar o show, eles sempre se acham superiores, já que tem um instrumento melhor ou sabe algo mais de técnica, então ninguém na concepção deles presta. Ficam torcendo para o guitarrista errar uma escala pra falar: “Tá vendo? Puta cara grosso. Eu faço isso com o pé nas costas”. Esses caras normalmente ficam trancados em escolas estudando técnica e se apresentam apenas em dois shows por ano promovidos pelo conservatório que tem aulas. Enquanto isso os “grossos” tocam toda semana.

 

Na noite tem muito mais personagens do que citei. Dava pra escrever um blog só com os figuras, mas tenho absoluta certeza que quem um dia já viu uma banda tocar em um barzinho já conheceu pelo menos uma dessas figuras raras.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia: “The Torture Never Stops” do genial Frank Zappa.



- Postado por: Hank Chinaski às 08h15
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Um Drink no Inferno

Ontem estava eu em um bar de alguns amigos junto com mais dois parceiros de copo, tinha ido lá almoçar e passar uma tarde movida a cerveja e papo-furado. Começaram a entrar então no bar um monte de gente de preto, parecia uma invasão de vampiros, uma molecada com umas capas pesadas, coturnos, braceletes, maquiagem pesada, enfim góticos. Estavam lá para comemorar o aniversário de uma dessas vampiras.

 

Minha primeira reação foi pensar como aquele pessoal agüentava usar aquelas roupas no baita calor que tava fazendo, pois eu estava derretendo de bermuda e camiseta, imagino os caras. Aí a mãe do meu colega dono do bar virou pra mim e disse: “Eu lembro quando você era igualzinho á eles, você tinha um baita cabelão e andava só de preto”.Eu dei risada, não é que ela tinha razão. Ela me conhece a 20 anos então sabia. Todas minhas camisetas eram pretas com estampas de bandas de rock, isso faz tanto tempo!

 

Eu tinha um programa de rádio com o Silvio do Blog Inferno Particular, uma vez nós fomos á uma festa para os músicos do Tristania, uma importante banda gótica que estava no Brasil para alguns shows. Quando entrei no local tive duas constatações: Primeiro que eu era o único cara que não estava de preto. Eu estava de jeans e camiseta branca, um sacrilégio para os caras. Segundo, que a vocalista, a loiríssima e maravilhosa beldade da capa do CD, de perto era uma baranga, he, he, he.

 

Quando subimos para a pista de dança parecia um filme B de terror. Saca aqueles que dois manés entram no bar errado e quando se vêem estão cercados por vampiros de todos os lados? Tipo “Um Drink no Inferno”? Pois é...só faltava cruzar com o Bella Lugosi, apesar que tinham vários covers dele, he, he, he. Achei engraçado que o pessoal não dançava no centro do salão, todos eles ficavam virados para a parede preta, o que eu chamei de “Black Wall Cult”, mais deslocado impossível. O som era ótimo, pessoalmente eu acho o Rock Gótico de bandas como “Sister of Mercy” e “The Cure” bem interessantes e as bandas novas como Tristania, Lacrimosa, Sirenia também tem coisas bem legais.

 

Eu acho engraçado é esse lance de tribos, das pessoas vestirem praticamente um “uniforme”. É um lance bem curioso, eu pessoalmente me visto de uma forma que me sinta confortável. Não ficaria nunca usando uma capa de lã preta num sol de 35 graus só para parecer “cool”.

 

Mas o curioso é que no bar eles estavam numas 20 pessoas, e na nossa mesa só três e quando eles foram embora percebi que a mesa deles quase não tinham garrafas, chamei meu amigo e perguntei o quando eles haviam bebido, e constatei que nós havíamos bebido quatro vezes mais que eles todos juntos. Essa vampirada movida a Coca Cola é beeeeemmm devagar.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia:”Tender Trip on Earth” do Tristania




- Postado por: Hank Chinaski às 09h26
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Liquor, Beer and Wine

Saí esse fim de tarde do trampo, tive um dia horrível, uma cliente mala enchendo meu sacro-santo saquinho, calor acima que um pobre mortal merece, carteira quase vazia, etc. Passei na padaria para comprar pão e na saída, na mesma calçada tem o “Boteco do Caramujo”. Pensei, não vou parar lá hoje, atravessei a rua, abaixei a cabeça e fui em frente. Aí eu ouço:

 

- Hankkkkkkkk, vamos tomar uma aqui!!!!!!!!!!!!!

 

Não deu certa minha primeira intenção. Atravessei a rua, pedi uma cerveja e sentei me a mesa. Eu não tenho força de vontade para evitar tomar cerveja. Confesso! Sou fraco pra caralho nesse ponto. Posso estar fazendo algo importante, mas me chamou pra tomar cerveja fodeu! Já saí no meio de casamentos, enterros, jogos de futebol, formaturas, palestras, aulas, enfim pra quase tudo, He, He, He.

 

E tenho uma preferência por botecos mesmo. Não tenho nada contra barzinhos, vou para eventos mais sociais com amigos ou com minha namorada, mas nunca vou deixar de curtir um verdadeiro botecão, daqueles com torresmo, ovo colorido e uma mesa de bilhar no canto.

 

Uma diferença entre esses dois tipos de bares são os freqüentadores, isso é óbvio. Dificilmente você vai achar no “Caramujo” ou no “Jurandir” uma gata toda produzida, cheirosinha, procurando um pretendente, e as chances de se achar um bebum chato são enormes. Só que tem um mundo paralelo que rola nesses locais que é muito interessante.

 

As pessoas são mais reais menos falsas, não vivem de aparências. As histórias são divertidas se você prestar a atenção. Daria uns 20 posts dessas histórias como o dia que encontrei a mulher com seis dedos em cada pé (eu não tava bêbado ainda, tinha seis dedos mesmo!), do dia que os barra pesada da área começarem a simpatizar comigo, por algo que fiz bêbado no dia anterior (não sei o que fiz até hoje), ou da criança que vendia chaveiros sendo explorada, que me contou como funciona o “esquema” de aluguel de crianças nos faróis.

 

Eu gosto de beber sozinho às vezes, e quando faço isso sempre procuro um boteco, me sinto em casa. Nesse fim de semana eu tava no interior de SP, tava uma dificuldade, andava, andava e não achava “aquele” boteco. Até a hora que achei um perto da estação de trem, era muito legal, com uns salgadinhos superbem feitinhos, simples, a cerveja gelada. Sentei em uma mesa num canto, abri um livro do Bukowski, e fiquei lendo e bebendo. Puta troço legal. São esses pequenos e singelos prazeres que fazem a vida da gente valer a pena. Sou um cara de gostos simples, acho que naquele momento não trocaria aquele bar por qualquer barzinho bem “IN”.

 

Eu li no blog da Nanda (Vida de Solteira, link ao lado), uma versão feminina desse post, e fiquei pensando de como esses momentos de confraternização, seja com amigos, seja só, ou com um estranho que você nunca viu são legais. Trabalhei em vários lugares, mas em alguns deles a parte boa que me vêm à cabeça só sobraram nossos porres no boteco ao lado. Esses momentos dever ser aproveitados e como diria um tio de uma amiga: “ Se o álcool conserva os mortos, que dirá os vivos” He, He, He.

 

Cheers,

 

Hank

 


Gente! O pessoal pirou de vez! Esse blog com essas histórias desmioladas foi indicado pelo UOL como destaque!!! Bom...se tem gente que vota no Maluf então que mal faz me elegerem né? He, He, He.

 


Som do dia: “Liquor, Beer and Wine” do Reverend Horton Heat, uma das melhores bandas de Psychobilly do mundo. Adoro esses caras!




- Postado por: Hank Chinaski às 20h15
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Budapeste

Uma das coisas mais legais do meu relacionamento atual é aquela troca de informações e de experiências. Ela adora ler e trocamos alguns livros que achamos que o outro se interessaria. Ela então me emprestou meio ressabiada o livro “Budapeste” do Chico Buarque. Ressabiada por causa de meu pé atrás com os medalhões da MPB.

 

Chico Buarque na minha opinião é um caso á parte. Ele é um cara extremamente inteligente, suas letras nunca caem no lugar comum, não usa frases feitas. Ele já disse um milhão de vezes que a voz dele é limitada e que começou a cantar porquê ninguém daria bola pra ele como compositor se não cantasse, isso mostra que ele tem senso crítico. Não é fazedor de média (e mídia), não se vê ele se autopromovendo ou dando palpite em assuntos que não em o menor conhecimento. Independente se você gosta do estilo  das músicas dele, ele é um cara legal.

 

O livro é muito bom, conta sobre um escritor e suas aventuras por Budapeste e no Rio. Mostra que ele teve no mínimo um trabalho de pesquisa muito bem feito. Ele exercita sua capacidade de escrever brilhantemente. O fato de não ficar preso em métricas e tempos o fez exacerbar um lado muito mais rico do que numa canção de quatro minutos. Um trabalho bem interessante, vale a pena conferir.

 

Eu achei o livro interessante por vários motivos, mas o fato de parte da história se passar em Budapeste, me chamou a atenção. Eu tinha um contato na Hungria na época que tinha o programa de rádio, era o Gregory Böszörményi, diretor de um selo o Periferic Records, especializado em Rock Progressivo e música étnica húngara. Eles me mandaram cd’s de bandas húngaras por quatro anos.

 

A Hungria tem uma música extremamente interessante. Eles têm uma influência muito forte de música clássica e música cigana, é uma mistura muito rica com tem ótimos músicos. Eu recebia várias coletâneas do selo então podia ver diversos estilos e fiquei muito impressionado. É totalmente diferente do que ouvimos em rádios de som pasteurizados e de fórmulas prontas. Nem tudo é legal, tem muita coisa que achei chato, só que não achei nada tão ruim como o “É o Tchan”.

 

Acho legal conhecer um pouco de outras culturas, principalmente quando somos massacrados pela cultura vinda dos EUA, seus filmes, suas músicas, seu estilo de vida. Fico imaginando que vários fãs da música do Chico vão comprar o livro e de quebra vai sair conhecendo pelo menos mais um pouquinho de um país que ninguém ensina quase nada na escola. Só por isso o livro já valeria a pena. Valeu Amore.

 

Cheers

 

Hank


Som do dia: “Budapest” do Jethro Tull. Essa é uma das minhas músicas preferidas dessa banda maravilhosa, que tive a oportunidade de assistir várias vezes.


UPDATE: Vou dar uma sumida uns dias para resolver uns assuntos mas volto logo. Inté!



- Postado por: Hank Chinaski às 09h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




War Machine

Em 1945, os EUA bombardearam o Japão com bombas atômicas, causando grande destruição e semeando o terror, isso todo mundo já sabe. Anos depois o Japão revidou, criou umas máquinas infernais, que igualmente semeiam o terror por onde passam, afetam o cérebro das pessoas e causam sérios danos na dignidade humana. Esse objeto de terror chama-se Karaokê.

 

Me perdoem meus amigos nipônicos, mas puta que o pariu, o desgraçado que inventou esse troço merece queimar no fogo do Inferno até o fim dos tempos. Aqui na avenida onde trabalho tem uns 5 botecos que têm essa maldição instalada. No fim da tarde é comum passar em frente e ver pessoas, sem talento nem senso de ridículo, tentando assassinar músicas que por si só já são terríveis. É um verdadeiro show de desafinação, e o pior é que os cidadãos acham que estão agradando! Terminam de “cantar”, olham para o lado, pra os amigos “breacos”, e abrem um sorrisão quando a máquina dá uma nota 9 pra figura. Aliás como será que funciona esse lance de notas? Como será que os energúmenos criaram o critério de pontuação pra julgar quem é menos desafinado?

 

Uma coisa terrível é o “timbre” das músicas. O cara vai lá, escreve uma música, leva pros músicos, chamam um produtor, gravam, vai pra um engenheiro que mixa para tudo sair perfeito, aí chega algum desmiolado pega isso e faz soar como trilha sonora de videogame Atari. Sai tudo fora de tom, desafinado, perfeito pra qualquer “cantor” adicionar sua voz de gralha. Tá certo que alguns artistas até merecem serem esculhambados, mas eu não mereço escutá-los.

 

E vocês pensam que só acontece aqui? Uma vez estava conversando com a baixista de uma banda underground da Filadélfia (EUA) e ela me disse que em vários lugares que ela tocava tinham fechado pra virar karaokê. Como vêem a vingança pelas bombas está funcionando de vento em popa.

 

Eu toquei e bebi muitas vezes no Black Jack, um bar de Rock tradicional de SP, e havia uma tradicional jam-de-fim-de-noite, em que os músicos bêbados que estavam presentes subiam por volta das 4h30 da madrugada e tocavam qualquer coisa, e quando eu digo qualquer coisa era qualquer coisa MESMO. Era bizarro, normalmente tinha mais gente em cima do palco que embaixo. Se era pra avacalhar uma música, nós mesmos nos encarregávamos do serviço he,he,he.

 

Até segunda!!!

 

Cheers,

 

Hank


 Som do dia: “War Machine” do Kiss


 

 



- Postado por: Hank Chinaski às 07h30
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Here Today, Gone Tomorrow

Recebi hoje uma notícia que pra mim foi uma paulada: Johnny Ramone, ex guitarrista do Ramones faleceu quarta-feira de madrugada em sua casa em NY, na sua cama, cercado de amigos e da família. É mais um Ramone que perdeu uma batalha contra o maldito câncer.

 

Poucas bandas influenciaram tanto o universo musical como o Ramones, eles foram a banda punk mais importante do mundo. Fodam-se os Pistols. Os idiotas que falam que os Pistols inventaram o Punk em 77 não sabem de nada.

 

Eu conheci Johnny (assim como o Joey, Dee Dee e Ritchie) na primeira tour que eles fizeram no Brasil. Era um cara caladão, mas boa praça, foi muito atencioso com aqueles poucos fãs tupiniquins que foram no Maksoud Plaza procurá-los. Mais tarde eles ficaram muito populares por aqui e muito assediados, mas na época só os fãs conheciam a banda.

 

Os Ramones é uma banda que influenciou minha vida diretamente. Quando ouvi o “It’s Alive” fiquei maluco. O que era aquilo? 28 músicas de 2 minutos e meio tocadas com velocidade, sem intervalo em pouco mais de 40 minutos! Incrível, sensacional. Me abalou profundamente. Outras pessoas pensavam da mesma forma, por isso conheci amigos que até hoje andam comigo. Isso foi em 1980, 24 anos atrás.

 

Algum tempo depois formamos uma banda, “Os Ramongos” para tocar o “It’s Alive”. A banda tinha 3 guitarristas, Eu, Renato e o Déio e mais o Bigode que tocava bateria (muito mal) .Eu fui pro baixo e o Renato pro vocal. Depois de umas trocas de bateristas encontramos o Corbetta e acabamos tocando várias outras músicas do Ramones e a banda durou muitos anos. Nos divertimos muito.

 

Os Ramones sempre foram uma presença constante na minha vida. Apesar de adorar Rock Progressivo, Pop, Hard Rock, Metal, eu nunca deixei de gostar deles. E fico triste em saber que ele tenha tido tanto sofrimento no fim de sua vida. Se você quiser saber mais sobre os Ramones e o cenário punk da época recomendo o Livro “Mate-me Por Favor”, sem dívida o melhor livro sobre o tema.

 

Gabba Gabba Hey

 

Hank

 


Som do dia: “Here Today, Gone Tomorrow” do Ramones.




- Postado por: Hank Chinaski às 09h35
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank