} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


Febre de Bola

No colégio eu fazia parte de uma classe que tinha os melhores jogadores de futebol da escola, o primeiro time era quase imbatível, tinha o “time B” que era uns dos cinco melhores e o “Classe X” que era compostos pelos cabeças de bagre, os caras que mal sabiam que era uma bola. Esse era o meu time, pois eu era muito ruim, eu corria como um desgraçado, me desmarcava bem, mas chutava lá nos quintos dos infernos.Mas eu nunca dei bola pra isso, estava lá só pra me divertir mesmo.

 

É engraçado como algumas pessoas se alteram jogando futebol. Eu sempre encarei como uma brincadeira, mas tem gente que se transforma totalmente. Eu joguei bola por anos com minha turma e via isso toda hora, era engraçado quando a gente via aquele cara quietão, pouco falante virar um pitbull xingando a mãe de todo mundo porque não deram a bola pra ele.

 

Tem aqueles caras que não se conformam que você não quer  se matar pelo time. Pô, é só uma pelada e acha que eu vou dar um carrinho na perna de um amigo só pra evitar a porra de um gol? Foda-se .Tem aqueles caras que ficam tendo “xilique” quando acontece alguma merda, conheci um que ficava berrando com a mão na cabeça e dando pulinhos HÁ, HÁ, HÁ. Tem aquele que só porquê tem alguma habilidade com a bola se proclama o “dono do time” e fica olhando seu colega perneta com desprezo ou com ar de superioridade. Sem falar no cara que faz um gol com 2 minutos de jogo, coloca a mão na cintura e faz o tipo: “Já fiz minha parte” aí ele não faz mais porra nenhuma e fica reclamando o jogo inteiro.

 

No pessoal tinhas dois irmãos que brigavam todo o tempo, então quando os times eram escolhidos, tinha-se o cuidado pra nunca escalarem os dois juntos, senão iam brigar mais um com o outro do que com os adversários. Tinha um amigo que gostava de ficar no gol porquê ele pegava uma garrafa de cerveja e colocava atrás do gol, assim quando a bola tava lá na frente ele ficava só bebendo o precioso líquido bávaro.

 

Eu acho que futebol é o esporte mais perigoso do mundo também. Eu fazia montanhismo, alpinismo e nunca tive um arranhão sequer, mas jogando bola já quebrei braço e pé, fora as torções e pancadas. Sempre tem algum amigo fodido com a perna quebrada por pisar num buraco ou algo parecido.

 

Eu “pendurei as chuteiras” já faz tempo, mas continuava a aparecer de vez em quando aos jogos para dar risada e analisar esses meus amigos, e principalmente para o “pós-jogo” no boteco. Acho que a única desculpa pra se jogar futebol é a cerveja tomada depois, ela fica incrivelmente saborosa.

 

Cheers,

 

Hank


Livro do dia: “Febre de Bola” do Nick Hornby. Tem uma adaptação para o cinema muito legal também.




- Postado por: Hank Chinaski às 09h22
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Digging in the Dirt

O Escritor Fernando Sabino falecido recentemente exigiu que quando morresse nenhuma obra póstuma dele fosse lançada no mercado. Com certeza os editores dele devem ter ficado muito putos mas a idéia tem seus fundamentos principalmente no quesito qualidade.

 

Ele alegou que se um livro, um conto, um texto seu não foi publicado na época é porquê não tinha qualidade para ser exposto e ponto final. Ele não queria que acontecesse com ele o que acontece com algum escritores e músicos, que depois da morte tem seus baús revirados, e aquelas porcarias que eles tiveram o pudor de não publicá-los sai á tona. Aí o livro / CD tem uma vendagem recorde por causa do defunto, mas a obra do cara muitas vezes fica manchada por pura ganância da família ou editores e gravadoras.

 

A exploração da carniça sempre foi um troço amplamente explorado pela mídia, muitos músicos valem mais mortos que vivos. Exemplos estão cheios por aí, um exemplo: Raul Seixas. O cara tava com a carreira completamente destruída, seu antiprofissionalismo era tanto que ninguém bancava um show do cara, pois ele quando aparecia, o que era raro, costumava a errar todas as músicas ou caia bêbado no palco. Seus discos não vendiam mais porra nenhuma. Aí o cara morreu e do que acharam de coisas do cara pra lançar foi uma maravilha, muita gente ganha grana em cima do cadáver do cara. O Renato Russo é outro, lançam mais cd’s com o cara cantando morto do que vivo. Nos EUA onde matam cantor de Rap mais do que iraniano, tem uns caras que lançaram um ou dois Cd’s, aí eles morreram e a discografia foi pra uns 10 Cd’s.

 

Eu fico imaginando o seguinte: O cara vai escrever um livro, fica uma porcaria, ele não sei porquê em vez de jogar no lixo, coloca num armário empoeirado. Aí ele morre pegam essa porcaria e publicam com destaque. O cara deve se revirar na tumba.

 

Uma vez eu vi o Juca Caves contando uma piada que a Globo havia oferecido a ele 15 minutos no Fantástico, uma retrospectiva da carreira no Jornal Nacional e um tributo no Fautão. Pra ter tudo isso ele só precisaria morrer! He, he, he. É piada, mas é a pura verdade, alguém duvida?

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia: “Digging in the Dirt” do Peter Gabriel.



- Postado por: Hank Chinaski às 07h24
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




How Sweet to be an Idiot

"Queremos o voto de todos que votaram no candidato Maluf. Inclusive, queremos que ele declare o voto na Marta", afirmou Genoino. (FSP – 07/10/2004)

Meu caro leitor, isso é pra você que acreditou que realmente existem políticos diferentes, que tem ideologia, sem conchavos, armações, não são farinha-do-mesmo-saco, então parabéns!!

 

Aproveitando comunico a você que:

  1. Papai Noel tá esperando sua cartinha.
  2.     O Coelho da Páscoa te acha demais.
  3.     A Cicarelli vai largar o Ronaldo pra ficar com você
  4.      O “Instant Hair Plus” vai curar sua calvice
  5.      Se você usar aquele aparelho na barriga dormindo você perderá 25  kg
  6.      O próximo CD do Caetano não vai ser chato e presunçoso.
  7.    A Rita Cadillac é virgem.
  8.    Vinho barato não dá ressaca
  9.    Mc Donalds é nutritivo
  10.   Existem armas de destruição em massa no Iraque
  11.  O Olacyr de Moraes só arrumava mulher interessadas no bom coração dele.
  12. George Michael e Rob Halford não são gays, é só fachada.
  13. O Rubinho tem chance de ser campeão em cima do Schumi, no ano que vem
  14.  As pingas do Calil não te darão ressaca no dia seguinte.
  15. Aquela puta que te disse que nunca tinha visto um pau tão grande tava falando a verdade
  16.  Quando seu namorado falar que vai por só a cabecinha, é verdade
  17. Não existe “jabá” nas rádios
  18. Camelô só vende CD’s e programas originais
  19. Aquele whisky que você mandou trazer do Paraguai é Escocês legítimo.
  20. Sua mulher nunca olhou pro Gianechini
  21. Seu marido assiste vôlei feminino por causa do esporte.
  22. O Notas do Velho Safado presta.

Hank



- Postado por: Hank Chinaski às 11h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Memories Can't Wait

Eu reparo ultimamente em como o saudosismo está em moda, talvez ele nunca tenha saído realmente. Eu me lembro quando era criança e via minha avó se derretendo em programas que passavam músicas do Ataulfo Alves e do Nelson Rodrigues, e achava que nunca ia chegar minha hora. Mas o que eu vejo é que nossa geração está cada vez mais parecida com a geração da minha avó.

 

Eu conheço gente que, por exemplo, só ouve som dos “anos 80”, pra eles nada feito depois disso presta, então são aquelas mesmas bandas, os mesmos discos, as mesmas músicas, mesmas roupas. Acho isso um troço muito esquisito, pra ser simpático.Uma vez no Orkut eu bati boca com um cara de 20 e poucos anos porquê ele disse que Rock Progressivo eram só as bandas dos anos 70 e eu falei que tinha muita coisa boa que tinha sido feita e é feita ainda hoje. O cara ficou indignado e tentou me ensinar a ouvir o som que cresci ouvindo.

 

Isso é patético, quando o cara às vezes acha que seria mais feliz nascendo em outra época então fica vidrado numa fase do tempo. Eu conheci muitos rockabillys, que vivem na época do Elvis, Bichos Grilos que acham que o festival de Woodstock foi no mês passado e pessoal que só ouve música disco e se veste como o pessoal dos “Embalos de Sábado a Noite”.

 

Um dia um amigo gravou um vídeo com vários episódios do “Super Dínamo”, um seriado da minha infância. O cara tava todo empolgado, fui ver e.....que bosta!! A imagem legal que tinha na minha cabeça foi para o espaço em meia hora. Como é que eu conseguia ver uma porcaria daquelas? Não é possível que o meu amigo também não tenha percebido amesma coisa, mas ele não deu o braço a torcer.

 

Tem filmes e desenhos que continuam legais mesmo depois dos anos, acho por exemplo “Agente 86”, “Viagem ao Fundo do Mar” ou “Jornada nas Estrelas” legais. Mas não é por isso que vou deixar de vê outros seriados de ficção científica só porque gosto de “Jornada..”.

 

 

Muita gente se apega a algumas coisas como quando a gente sente falta daquela namoradinha do colégio. Na verdade a falta não é da pessoa que ela era, mas do clima que existia em volta da situação. Depois você a encontra anos mais tarde no supermercado, a vê linda, muito mais bonita que sua imaginação conseguiria fazer, vai falar com ela e descobre que não sobrou nada daquela pessoa que você idolatrou, então você coloca os pacotes no carrinho e vai embora sem nem trocar telefones, percebe que anos de idolatria foi inútil.

 

O tempo passa como a água da torneira escorre entre nossos dedos, por isso acho que tudo que se puder aprender e somar conhecimentos são importantes. Você não precisa necessariamente gostar das novidades, mas deve-se pelo menos conhecer para ter uma base sólida para criticar. Não se deve nunca fechar as portas para o mundo em que você vive, para a cultura da sua época.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do Dia: “Memories Can’t Wait” do Living Colour.




- Postado por: Hank Chinaski às 12h08
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Finyl Vinyl

Eu estava dando uma olhada ontem na estante da minha casa e dei de cara com meus discos de vinil, que faz um tempão que não dou uma escutada. Admito que eu tenho até uma certa preguiça para tirar a capa do plástico, tirar o LP de dentro do protetor, colocá-lo no toca-disco e depois de 20 minutos ter que virá-lo. Com o cd é bem mais fácil, então às vezes deixo de escutar coisas fantásticas que tenho por pura preguiça mesmo.

 

Uma coisa, porém é inegável, um discão de vinil é muito mais legal do que o cd no quesito da arte e acabamento. Uma capa de um LP é grande o suficiente para um artista explorar seu talento, permite uma riqueza de detalhes que somem totalmente nos cd’s. Eu pego, por exemplo, meus LP’s do Yes e é fantástica a arte do Roger Dean, ele conseguiu de uma forma pegar a essência do som da banda e transformar isso em imagem, o que virou uma parceria que dura até os dias de hoje. Só que na capinha de 12 X 12 de um cd não tem o mesmo impacto.

 

Tenho algumas edições originais de LP’s que tem coisas muito legais. Aqui no Brasil normalmente as versões eram terríveis, não era anormal saírem LP’s picotados (o “On Stage” do Rainbow que era duplo e aqui saiu simples), ordem de músicas erradas (o “Back in Black” do AC/DC saiu com os lados invertidos, por isso fiquei 10 anos acreditando que o LP abria com “Back in Black” ao invés de “Hells Bells”), ou sem os encartes com letras. Mas mesmo assim às vezes sabe-se lá como saiam algumas edições fiéis  as importadas.

 

Independente disso tenho algumas versões maravilhosas de LP’s como o “In a Glass House” do Gentle Giant, com uma transparência com os músicos na capa, um “Schools Out” do Alice Cooper em forma de carteira escolar, um Black Sabbath 1 original americano com “Wicked World” no lugar de “Evil Woman”, um “Yessongs” do Yes triplo com álbum de fotos, um “Jorney to the Centre of the Earth” do Rick Wakeman também com álbum e várias coisas mais.

 

Eu já tive muito mais LP’s, mas me desfiz de vários pra poder ir ao Rock in Rio I, valeu a pena mas teve coisas que nunca mais recuperei, por isso eu nunca me desfaço de meus LP’s e CD’s. Tenho uns 500 Lp’s e por volta de 1000 cd’s. Não acho isso uma grande quantidade, tem um amigo que no mês passado foi até no programa do Jô, porquê tem mais de 10.000 títulos, e fora esse “tarado” conheço vários amigos que tem mais coisas que eu. Eu não me preocupo tanto com o lance de quantidade e como meus cd’s estão espalhados em três cômodos é complicado ficar contando. E tenho várias porcarias também por causa da época que tinha o programa na rádio, por isso tenho uns cd’s de punk da Estônia (muito tosco), blues do Japão (terrível) e tecno da Nova Zelândia (bizarro), mas na maioria é legal.

 

Uma das piores coisas é que para se comprar agulhas para os toca-discos está cada dia mais difícil, se não fossem os benditos DJ’s acho que ninguém poderia mais ouvir os bolachões. Tenho um amigo que vem sempre de Franca pra comprar agulhas, já que por lá é impossível. Mas pelo menos enquanto conseguir encontrá-las na Sta. Efigênia, e minha preguiça permitir os velhos LP’s ainda vão tocar na minha casa.

 

Cheers

 

Hank


 Som do dia: “I Surrender” do Rainbow, do LP Finyl Vinyl.




- Postado por: Hank Chinaski às 07h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Sandubas

Eu fiz um post uma vez a respeito da “culinária underground” de São Paulo, lugares onde você poderia comer e beber comidas simples e baratas. São Paula tem dezenas de lugares desse tipo. Só que tem uma coisa aqui que não tem jeito, temos a melhor pizza do planeta, mas os lanches aqui são uma merda.

 

Eu como solteiro que mora só abuso dos lanches, para felicidade dos médicos que tratam minha gastrite e para desespero da minha namorada. Todas as vezes que saio de São Paulo eu fico mais envergonhado de como comemos mal. Se você vai em Florianópolis e pedisse um X-Salada, viria um sanduíche com hambúrguer, tomate, alface, queijo, milho, ervilha e beterraba, fazendo realmente jus ao nome.

 

Na sexta fui com minha namorada em uma lanchonete do interior e pedi um X-Salada e me veio um sanduíche do tamanho do prato! Delicioso e eu com a fome que estava caí de boca como um doido. Acho que o meu amor ficou até envergonhada de ver o namorado dela comendo como um peão de obra, há,há,há.

 

Aqui até tem umas lanchonetes com bons lanches, mas são caríssimos. Eu falo que esses lugares no interior e em outros estados o lance  é que é normal se comer bem, você pode ir na lanchonete do lado da rodoviária que vai vir um sanduíche respeitável. Fico pensando no pessoal que vem de Floripa e pede um sanduíche numa padaria, como ele ficaria decepcionado em olhar aquelas duas minguadas fatias de pão com uma alface e duas rodelas de tomate....

 

Nem vou falar dos Bob’s e Mc Donalds da vida. Eu só vou lá quando estou com muita pressa. Você olha aquelas fotos dos sanduíches, todos lindos, maravilhosos, gigantes e depois vem aquele troço mirradinho, meia-boca. Se isso não é propaganda enganosa não sei o que é isso então.

 

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Nobody Does it Matter” versão do “Me First and the Gimmes Gimmes” da música do Paul McCartney.




- Postado por: Hank Chinaski às 13h39
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




I Move

Uma das coisas que adoro fazer é viajar, e nem precisa ser aquela viagem maravilhosa para uma praia paradisíaca ou pra outro país, pode ser ali do lado, saindo de São Paulo já fico feliz. Eu sempre dizia que viagem é boa quando você sai e quando você volta. Você sai com um baita pique, adrenalina a mil, trocentos planos para quando chegar ao destino e quando você volta você tem de volta sua cama, seus cd’s, seus amigos.

 

Quando eu fazia viagens de um mês sozinho com a mochila nas costas você sente uma baita falta dos companheiros de balada. Eu nunca tive problemas de beber sozinho, eu entro no bar, peço uma cerveja e em uma hora já tenho um monte de “amigos” He, He, He. Só que depois de umas semanas você começa a sentir falta dos amigos de verdade que viajavam com você. Começa a achar sósias na rua: “Esse cara é a cara do fulano”, “Como aquela garota parece com a sicrana...” isso é um sintoma que você está com saudade de casa.

 

Eu sinto uma baita falta dos meus Cd’s também. Eu posso levar 20 cd’s na viagem, mas sempre dá vontade de ouvir um que você não levou e depois de 20 dias de estrada vc não agüenta mais ouvir as mesmas músicas, e o som que ouço não encontro em rádios de forma alguma.

 

Eu falei acima que eu dizia que era bom quando a gente voltava. Ultimamente não acho isso não. Devido ao fato da minha namorada morar no interior eu tenho viajado bastante pra lá. É uma cidade bacana, tranqüila e quando penso em voltar pra essa cidade neurótica me dá uma tristeza absurda, nem meus cd’s conseguem me consolar. E o pior é saber que a pessoa que eu amo ficou lá, sozinha, contando os dias para a próxima viagem. Mas namoro  a distância é assim mesmo, é duro essas horas de saudade, só que os momentos que estamos juntos são tão especiais que vale a pena, nunca tivemos um minuto ruim.

 

Bom...minha mochila que eu usei pra tantas aventuras que descrevi aqui nesse blog, está deitada aos meus pés, a ansiedade dupla pela viagem e pelo encontro com minha namorada tá a milhão e o ponteiro dos minutos do relógio quase totalmente parado. E como uma banda muito legal já dizia: “Hey Ho, Let’s Go!!!”

 

Até segunda.

 

Cheers

 

Hank

 


 

Som do dia: “I Move” do IZZ, grande banda progressiva de NY, eles fazem um som super moderno, sem se apegar a chavões fáceis do gênero.




- Postado por: Hank Chinaski às 10h04
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank