} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


Dead Men Tell No Tales

Um Americano idiota chamado Jeff Green perdeu a esposa de 27 anos devido a um problema cardíaco, então ele teve uma idéia luminosa: Fazer um caixão de vidro e colocar a mulher no meio da sala. Gastou US$ 6.000 pra fazer a “obra de arte” que impede a decomposição de sua amada e colocou-a de mesinha de sala, onde ele pode fazer suas refeições e tomando sua cervejinha enquanto assiste um jogo de futebol e aproveita pra dar uma espiada no cadáver dela. Tem cada maluco que só matando não é?

 

 

Essa história me lembrou dos meus tempos de Office-Boy, onde eu trabalhava num escritório e a secretária do meu patrão me chamou pra me passar um serviço: Eu deveria passar no Centro da cidade para buscar uns pacotes e em seguida ir Crematório da Vila Alpina buscar as cinzas do pai do meu patrão. Perguntei se podia voltar de táxi, já que o crematório ficava muito longe do escritório, mas o mão de vaca não tava nem aí.

 

Peguei os pacotes e mais um ônibus que não chegava nunca ao local. Ao chegar lá entreguei um protocolo e me passaram uma caixinha de madeira de uns 20 cm, um pouco pesada. Tive dois pensamentos: “Esse troço vai me atrapalhar com os pacotes, pegar ônibus cheio vai ser foda” e “”vou chacoalhar pra ver se faz barulho” (não fez, o que significa que torraram o velho direitinho) então coloquei o velho numa sacola de papelão e fui pro ponto, estava lá esperando e a lei de Murphy falou mais forte: Começou a chover. Gente, a porra da sacola com o presunto dentro começou a derreter......

 

Aí eu já tava puto, molhado e com medo daquele caixão abrir ou molhar. Eu entrei no ônibus e tava vazio por sorte, mas logo ele começou a encher e um cara sentou do meu lado. Comecei a rir sozinho pensando: “Será que ele sabe que estamos em três nesse banco?” O cara ficou me olhando feio, sem entender nada. Foi também uma das maiores chuvas do ano e quem mora em SP sabe bem como fica o trânsito. Eu cheguei as 19:30 no escritório, só tinha a secretária me esperando.

 

Então eu coloquei o “torradinho” na mesa dela e ela quase berrou de medo. Imagine eu, molhado, com os braços doendo, com fome, uma hora e meia após meu horário tendo que ver a mulher ter chilique? Que saco! Eu dei uma grunhida muito mal humorada e fui pra casa, fazendo singelas homenagens á mãe dela e do meu patrão. Boy sofre, acreditem, he, he, he.

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Dead Man Tell No Tales” do Motorhead.




- Postado por: Hank Chinaski às 06h05
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Rock'n Roll Children

Eu assisti hoje uma matéria no telejornal sobre como o brasileiro é ignorante quanto ao controle de natalidade. Na matéria aparecia uma mulher com uns sete filhos (perdi a conta) e mostrava-se totalmente desinformada. Era um troço horroroso, como é que pode? Ninguém pensa nessas crianças?

 

Uma boa parte da desinformação vem da igreja, que deveria dar informações e assistência á esse pessoal, mas o que dizer, por exemplo, de um Papa idiota que é contra camisinha até para se prevenir doenças sexualmente transmissíveis e é contra qualquer controle de natalidade? Isso é uma forma da igreja “ampliar suas bases” e número de fiéis, com certeza.

 

Colocar hoje um filho no mundo não é bolinho, e não estou nem falando da parte financeira, pois se for pensar nisso a humanidade ta praticamente condenada á extinção. Estou falando da parte afetiva mesmo, hoje o mundo é tão corrido, os pais tem que trabalhar fora e chegam estourados de cansaço, e mal tem tempo para os filhos. Filho é um negócio que tem que ser dada a atenção sempre. É na infância que se ensinam os conceitos básicos, como a educação, que é errado roubar e trapacear, a desejar o bem das pessoas, etc. Não adianta querer ensinar para um moleque de 16 anos que é errado matar e roubar, se não teve uma base familiar forte na infância e foi criado na rua ele não tem mais solução mesmo, já é caso perdido, aí não adianta chorar.

 

Eu acho que a educação da criança tem que ser feita pelo casal, nada de deixar só com a mãe e o pai só comparece pra ensinar coisas básicas como se torcer pra o Palmeiras, Corinthians ou Santos ele vai ser infeliz, vai ficar careca e ninguém na face da terra vai gostar dele, e que a solução é ser são-paulino.

 

Eu já tive completa aversão a idéia de colocar um moleque na Terra, hoje estou mais em paz com isso, até por ver os filhos dos meus amigos, que são gente muito boa, crianças bagunceiras, mas super educadas. Quem vê os pais doidos não podem acreditar como conseguiram dar uma educação tão boa á essas crianças, por isso eu acho que provavelmente seria um pai bem melhor do que o da citada mulher dos sete filhos.

 

Cheers

 

Hank


Som do dia: “Rock’n Roll Children” do ex-vocalista do Rainbow e Black Sabbath, Ronie James Dio.


- Postado por: Hank Chinaski às 11h13
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




You Are What You Is

Acho muito engraçado o jeito que algumas pessoas cismam em julgar as outras por puro preconceito ou ignorância mesmo. Por exemplo, quando eu era adolescente e andava todo de preto com o cabelo comprido era chamado de “maconheiro”, “hippie”, “bicha” e por aí vai. Na época o máximo que fazia era beber, sempre detestei hippies e nunca fui viado, mas mesmo assim eu ouvia um montão. Os “playboys” do meu condomínio queriam sempre me bater visto que as namoradas deles ficavam olhando demais pra mim. Por causa do cabelo eu perdi oportunidades de trabalho também.

 

Quando tocava punk era complicado ter cabelo comprido, várias vezes fui cercado por punks querendo tirar satisfações sobre se “eu era heavy-metal ou o quê?” Eles achavam que um cara de cabelo comprido só poderia ser um Heavy metido a besta que não sabia direito o que tava fazendo no meio deles. Só que como convivi no meio de punks por décadas, apesar de nunca ter sido um, os punks achavam que tinham o direito de me encher o saco, mas quando eles vinham conversar comigo e percebiam que eu não era “pára-quedista” tudo corria bem e nunca tive problemas, até pelo contrário, sempre tive moral no meio deles.

 

Tenho um amigo que foi “escalado” várias vezes na Galeria do Rock por estar com uma camiseta de uma banda e os “fãs” fiéis do grupo acharem que ele não tinha a “aparência adequada” para curtir aquele tipo de som. Pode haver algo mais estúpido que isso? O que leva uma besta quadrada a pensar em algo assim? Julgar a pessoa pela roupa, se ela pensa de uma forma ou outra?

 

Um dia fui pré-julgado por causa dos livros que leio. Por exemplo, tem gente que acha porquê eu gosto de ler Bukowski, que a minha personalidade é parecida com o dovelho escritor. Se eu ler a biografia de Hitler eu sou nazista? Se eu gosto dos filmes de Spike Lee eu viro preto? Se eu ler um livro da Bridget Jones vou virar uma trintona solteirona? Então porquê acham que eu sou um bêbado, depravado, egoísta e cheio de preconceitos? Não é por aí! Eu gosto muito do jeito que ele escreve, adoro as histórias, alguns ambientes e situações até me identifico, mas nunca passou pela minha cabeça copiar a personalidade do cara.

 

Alguém pode se lembrar do filme muito interessante que o Woody Allen chamado “Zelig”, era a história de um personagem sem personalidade alguma então ele como um camaleão se apropriava de uma, de acordo com o ambiente, Se estava no meio de alemães na segunda guerra, virava nazista, se estava no meio de gordos ele engordava ou no meio de negros ficava preto. Era uma fábula muito interessante, mas como a maioria dos filmes do cineasta nova-iorquino, não fez grande sucesso, é uma pena.

 

Estão cheias de “Zeligs” por aí, pessoas que não tem personalidade e procuram imitar seus ídolos, sejam eles um músico, um escritor , um ator ou jogador de futebol. Acho isso uma bobeira pra falar a verdade. Acho que você pode aprender coisas legais com os ídolos, mas não tem a menor necessidade de ser um “cover” do cara. E também acho que ninguém deve julgar as pessoas por causa de hábitos como o que o cara ouve ou lê.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia: “You Are What You Is” do genial Frank Zappa.




- Postado por: Hank Chinaski às 16h47
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Suzy is a Headcase

Existe um troço que sempre acontece nas eleições, quando você vota muito tempo no mesmo lugar, que é sempre acabar encontrando alguém conhecido. Às vezes você se muda do bairro, mas como tem preguiça de transferir o título então acaba voltando ao seu bairro de infância e acaba cruzando com as pessoas que um dia passaram pela sua vida e você nem se lembrava. Isso aconteceu nessa última eleição, eu estava entrando no pátio do colégio, olho para frente e quem eu vejo parado, conversando com uma mulher? O Beto! O cara mais chato de todo o universo. Eu rapidamente baixei a aba do boné que estava usando e passei discretamente do lado dele, morrendo de medo que ele me reconhecesse, e pelo menos nesse ponto fui feliz, ufaaaaa......

O Beto é o chato no seu estado mais bruto. Se o nível de chatice fosse medido com uma escala parecida com a qual se medem os terremotos, o que destruiu uma parte do Chile em 1960 e é considerado o mais forte até hoje mediu 9.5 na escala richter. Ele teria pelo menos 9.8 na escala de pentelhação. Como é que tem gente tão mala?

O "Mala" profissional não é aquele que entra de bicão no churrasco. Esse é fácil de se lidar, é só apresentar a minha bota tamanho 43 para a bunda do sujeito. O pior é aquele que entra sem ser convidado, mas traz uma peça de picanha e uma caixa geladíssima da melhor cerveja da festa. Isso ele usa como um salvo-conduto para não ser expulso, só que é como vender a alma pro Diabo. Ele senta do seu lado, começa a falar do Maluf (num churrasco de petista), do Corinthians (na casa de um Palmeirense), faz piadas racistas (a mãe do dono da festa é mulata), coloca um Cd de pagode (num churrasco de fãs de Heavy-Metal). Tudo para tornar aquela picanha e aquela cerveja super indigesta.

Muitos anos atrás tinha um cara que era insuportável de chato, o popular  "espalha-rodinha", se tinha uma turma conversando e ele chegava, um saia pra buscar cerveja, outro pra mijar, outro pra buscar algo pra comer, até deixá-lo sozinho. Uma amiga (leitora desse blog), ficou com dó e achava que éramos cruéis com o cara e tentou bater um papo com o figura. Vinte minutos depois ela apareceu de volta desesperada de ver como o cara era chato, he, he, he. Teve outro que era tão mala que eu e dois amigos o vimos no ônibus que tínhamos acabado de subir, pulamos pela porta com o veículo em movimento só pra não termos o "prazer" da companhia do maleta.

E o mala de boteco? Aquele cara que você nunca viu, senta do seu lado e começa a contar a vida toda, onde trabalha, o que faz, quem comeu, fala de futebol, religião....tudo com um bafo de cachaça e se bobear ainda serra um copo da sua cerveja? Eu espanto esses figuras com minha antipatia natural e minha cara feia. Não tenho dó e dou um "Desembaça, cai fora" e não deixo o cara falar mais nem uma sílaba.

E os malas-crentes? Aquele cara que acha que você é um filhote-de-cruz-credo e quer te matar de tédio pra você morrer logo e ir pro céu chato dele? Eu detesto todos eles! Dos Hare-Krishinas aos da Igreja Universal. Muitas vezes quando um mala desses chega com uma bíblia cheirando sovaco e um papelzinho na mão pra me dar, eu já mando: "Hoje não, sou um discípulo fiel de Satã". Funciona que é uma maravilha, he, he, he.

E os malas-vendedores? Cara saca aquele chato que fica a menos de dois passos te seguindo nas lojas? Sempre com aquele sorriso falso? Não dá vontade de torturá-lo até a morte? Eu trabalho com compras, precisa ver o que agüento todo dia! Adoro quando essas malas me ligam e perguntam:"Você lembra de mim?" e eu falo "NÃO", quebra qualquer coisa que eles possam falar, he, he, he.

E o mala-colega? Aquele idiota que deve ter uma bosta de vida e acha que o escritório é o supra-sumo da sua existência. Então ele fica querendo agradar todo mundo, puxa o saco até da faxineira, conta piada sem graça, organiza o amigo secreto e puxa os parabéns no seu aniversário? Só matando mesmo, he, he, he.

Mas existem diversos tipos de maletas, e nunca vamos nos livrar deles, é uma maldição desde que Deus colocou a cobra pra ficar maletando Adão e Eva, não é?

Cheers,

Hank


Som do Dia: "Susy is a Headcase" do Ramones.




- Postado por: Hank Chinaski às 07h53
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Red, White and Blue

Eu tenho lido mais sobre a eleição americana do que sobre as eleições para prefeitos e vereadores. Um monte de gente preocupada ou fazendo análises sobre o banana do Bush ou o “sem sal” do Kerry. Pura perda de tempo, pois isso dificilmente vai mudar alguma coisa pra gente, exceto se quiserem bombardear a gente por algum motivo, o que seria inútil, já que nosso exército está numa situação tão ruim que quem quiser nos invadir poderia tomar o poder com meia dúzia de estilingues e oito garruchas.

 

O mais patético é que acabaram de ocorrer as eleições municipais e tem-se falado muito pouco disso, e é exatamente isso que vai mais nos afetar. Não é o Bush que vai mexer no seu bolso, mas o prefeito que acabou de ser eleito, se inventar de aumentar o IPTU vai. Ele que pode transformar sua pacata rua residencial em uma avenida movimentada, ele que vai cuidar da tarifa do ônibus que você usa pra ir ao trabalho ou controla os radares que vão te multar.

 

Não gosto dessa “babação de ovo” sobre os EUA, ta certo eles são uma grande nação e tal, mas é só isso. Os EUA parecem com aquele primo bêbado que é rico pra cacete então nas festas de família ele vai lá, dá em cima da sua mulher, chuta seu cachorro, vomita na pia da cozinha e sai quatro horas da manhã da sua casa e todo mundo acha o cara o máximo porquê ele é rico e famoso.

 

Porque catzo esses caras da globo acham que o cara que nasceu em Quixeramobim precisa saber na hora exata que o Bush ta dando um discurso de vitória ou detalhes dobre a apuração dos votos no estado de Ohio?

 

Os “Sobrinhos do Atahyde”, um extinto programa de humor da 89 FM tinha um quadro de um moleque que achava que tudo que era americano era o máximo e muito melhor que o que tinha aqui. Era um personagem, mas tá cheio de gente que acha isso mesmo. É uma pena.

 


Queria agradecer aqui os comentários do pessoal lá no blog da Nanda a respeito dos nossos posts sobre a guerra dos sexos. Foi muito legal e deu a oportunidade de vários leitores dela conhecerem esse boteco e vários leitores desse velho breaco conhecerem alquem que sabe escrever de verdade, he, he, he. Aguardem.... novos projetos virão!!!!

 


Eu queria dedicar esse post a pessoa mais especial do mundo, minha namorada, que me estimula a sempre tentar escrever e ser uma pessoa um pouco melhor e menos ranzinza. Te amo.

 

Cheers,

 

Hank


Som do dia: “Red, White and Blue” do Lynyrd Skynyrd. Essa música é do último álbum deles. Mostra que os velhinhos hoje são o “Dream Team” do Southern Rock e tem muita bala na agulha ainda.

 

 



- Postado por: Hank Chinaski às 11h31
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Come Talk to Me

Que bosta é esse blog do UOL. Tem um maldito limite de caracteres por post, só que em lugar algum aparece a quantidade na hora de postar. Conclusão: A entrevista que fiz com a Nanda (Vida de Solteira), ficou grande demais para ser publicada aqui, então vou colocar a entrevista no blog dela, já que o Weblogger não tem essas frescuras.

 

Visitem o blog dela http://www.nandabiju.weblogger.terra.com.br e divirtam-se.

 

O resto da discussão eu continuo com minha oponente favorita na mesa do bar no próximo fim de semana.

 

Cheers,

 

Hank


Som do dia: “Come Talk to Me” do Peter Gabriel.




- Postado por: Hank Chinaski às 12h42
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank