} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


Where the Streets Have No Name

Uma coisa que estava prestando atenção um dia desses é como existem nomes de ruas legais por aí. É uma pena que nossos vereadores tem a funesta mania de colocar o nome de parentes e pessoas que você não tem a menor idéia de quem seja no lugar. Eu acho muito mais bacana morar em uma rua chamada “Girassol” do que “Dr. Fulano de Tal”, e pior é quando colocam o nome de alguém ou algo impronunciável. Aqui perto tem uma rua chamada “Diederichensen”, precisam ver a dificuldade para o pessoal pronunciar ou escrever o nome da rua.

 

Selecionei alguns nomes que achei muito bacanas de ruas, travessas e praças. Tem pra todos os gostos, o pessoal que gosta de literatura poderia morar na “Contos Gauchescos”, “Arte Poética”, “Conto Popular”,“Idioma Esperanto”,“Soneto de Madrugada”,“Vida e Poesia” ou então na “Marquês de Rabicó” em homenagem ao personagem de Monteiro Lobato.

 

Se gostasse de música então moraria na “Bandolim”, “Lira Cearense”, “Notas Musicais”, “Gaita de Foles”, “Guitarras”, “Percussão” ou “Harmonia”. Quem gosta de futebol na “Rua Flamengo”, “Estrela Solitária” ou “Copa do Mundo”. Ou os apaixonados poderiam comprar uma casa nas ruas “Lua Curiosa”, “Luar do Meu Bem”, “Buquet de Noiva”, “Dueto de Amor”, “Fidelidade” e levar seus filhos para passear na “Praça Criança Feliz”.

 

Ainda tem vários nomes muito simpáticos como: “Abadia dos Dourados”, “Anjos da Meia-Noite”, “Cristo Operário”(????), “Espumas Flutuantes”, “Fantasia Oriental” (sushi-erótico ??? He, he, he,), “Flor de Todos os Tempos”, “Estrela e Anjo”, “Ilha do Tesouro”, “Planos de Papel”, “Kaleidoscópio” e “Sonho do Astrólogo”. Todos nomes com personalidade, com um brilho próprio, teria orgulho de fazer um cartão com um endereço desses. Fica a curiosidade de como surgiram esses nomes criativos. O nome que achei mais legal até agora foi “Rua Borboletas Psicodélicas”, fico imaginando um cara que tomou chá de cogumelo batizando a rua. Perfeito! Se eu morasse numa rua dessas ficaria o dia inteiro chapado ha, ha, ha.

 

Aqui perto de casa tinha a “Av. Águas Espraiadas” que mudaram para a “Av. Jornalista  Roberto Marinho”, que nojo. Ainda por cima essa avenida cruza com o viaduto “Luís Eduardo Magalhães”. Eu sempre falo que se quiser fazer um despacho ali é o lugar ideal, deve aparecer Belzebu em pessoa, sem dúvida alguma. Mas não existe uma pessoa no bairro que chame a avenida pelo novo nome, o povo adotou “Águas Espraiadas”, que é muito mais bonito que a feiúra de puxar o saco dos “baba-ovo” dos militares.

 

Em Nova York recentemente foi inaugurada uma esquina perto do clube CBGB chamado “Joey Ramone Place” em homenagem ao líder do Ramones. Quanta diferença....tsc, tsc, tsc.

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Where the Streets Have No Name” do U2.



- Postado por: Hank às 15h08
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Taxman

O brasileiro é o cara mais criativo do mundo. Temos brasileiros com trabalhos fantásticos em informática de ponta, músicos que não devem nada a ninguém de fora, escritores fantásticos, etc. Tudo que depende de criatividade, seja no futebol, seja no trabalho a gente arrasa. Só que tem um troço que a nossa criatividade é negativa: A criatividade que nossos políticos para colocar a mão na nossa carteira.

 

Que nossos políticos não estão nem aí conosco isso já é óbvio, são TODOS iguais, ninguém que tem que sustentar uma família tem tempo pra se dedicar á política, por isso nesse meio só entra gente com algum interesse. Uma vez teve um “iluminado” que queria um “imposto único”, tirando uma parcela da movimentação bancária. Isso pareceu uma idéia tão genial que criaram a CPMF, que seria para ajudar a ajudar a saúde. Com o tempo o “P” que seria “provisório”, virou “permanente”, e a saúde? Vai mal, obrigado.

 

Outra picaretagem: Taxa do Lixo. Isso sempre esteve incluído no IPTU que você paga, mas simplesmente “esqueceram” desse detalhe e começam a cobrar duas vezes por esse serviço. O serviço melhorou? Nada, tudo na mesma. E a Taxa de Iluminação Pública? Outra falcatrua que é um absurdo. Sempre que são citadas essas taxas os prefeitos vem com a velha ladainha: “Nós não inventamos nada, já é cobrado em outros municípios e só imitamos”. Vamos torcer para nenhum município inventar a Taxa de Oxigênio Respirado, senão já viu. (apesar de que a taxa em SP seria bem baixa nesse sentido).

 

Vocês se lembram da necessidade de ter um kit de primeiros socorros no automóvel? Nunca se venderam tantos dessas tralhas inúteis. Quem fabricava esses kits ficou rico de uma hora para outra, que depois foram abandonados nos porta-malas. E agora querem obrigar o pessoal a mudar o tipo de extintores, mas grana a vista.

 

E agora em março tem mais uma, quem for renovar a carta depois do dia 22/03 vai ter que fazer mesmo um curso de primeiros socorros e direção defensiva. O curso deve ser de 15 horas / aula, e o preço não vai ser barato não vai de R$ 40,00 até R$ 80,00 por aula. Parabéns, se você dirige a mais de dez anos, mesmo sem nunca ter batido o carro vai ter que voltar pra escolinha. E outra coisa, em um caso de acidente você vai colocar a mão no acidentado, com ou sem curso? Tem que chamar os bombeiros é óbvio, então pra quê a porra do curso. Com absoluta certeza tem gente ganhando com isso e não sou eu nem você leitor motorista.

 

Por isso quando vejo o pessoal defendendo políticos, partidos, com uma fé que o partido “X” é melhor que o partido “Y” eu só dou risada. Pois é isso mesmo que eles querem, umas  vaquinhas amestradas para fazer barulho e deixar a criatividade deles fluir. E nós ficamos sempre como “pilotos de prova de supositório”.

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Taxman” dos Beatles, “Let me tell you how it will be; There's one for you, nineteen for me. 'Cause I’m the taxman…”



- Postado por: Hank às 10h47
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Juvenar

“Tá frio aqui, tá muito poluído, eu to triste eu to aborrecido, tá feio aqui, tá muita poluição, tá fedido fumaça de caminhão. Eu to cansado da cidade eu quero ir pro mato, tem de tudo lá, porco galinha pato, tem carroça tem cachorro tem carro de boi, correguinho sempre tem...”

 

Essas estrofes são da música “Juvenar” do Karnak, uma das bandas mais legais da última década. Eles acabaram, mas de vez em quando ainda fazem uns shows esporádicos por aí. Essa música não me sai da cabeça de uns tempos pra cá.

 

Eu sempre achei que era um cara que nunca ia querer sair de São Paulo, que apesar dos pesares aqui era um lugar legal. Hoje eu mudei, estou cada dia mais de saco cheio com essa cidade. Não se pode nem falar de qualidade de vida, pois aqui não tem nenhuma. Aqui a gente tem que olhar duas vezes para sair na rua para não ser atropelado e rezar para não ser assaltado.

 

A poluição causa problemas de saúde, qualquer lugar tem fila e congestionamentos. Sempre  tenho a sensação que tem algo muito errado. Cada dia que passa fico mais aborrecido com essa cidade. Do que me adianta os 280 cinemas da cidade se para chegar ao mais próximo fico uma hora parado num engarrafamento. Ou um restaurante legal, mas tenho que ficar uma hora esperando vagar uma mesa? Para toda coisa boa tem que vir algum desconforto, uma compensação.

 

Comecei a fazer um balanço e percebi que tenho vários amigos que saíram daqui e nenhum está mal. Todos quando vem pra cá estão mais felizes, é uma coisa que está escrita na testa deles. O que me prende aqui? Percebi que não muita coisa pra falar a verdade, acho que fiquei mais esse tempo por comodismo mesmo. Hoje com a internet não existe mais lugar isolado, posso achar praticamente tudo que tenho aqui em SP, não preciso ficar aqui mais.

 

Tenho ido viajar para o interior direto e me sinto plenamente adaptado. É lógico que tem aquele inconveniente de ter que esperar o filme ser lançado nos poucos cinemas, mas isso é o de menos. Eu vejo que meu caminho está cada vez mais pra fora de SP, mais pra perto da pessoa especial que é a minha namorada, é o destino acho. Talvez ela tenha aparecido na minha vida pra me mostrar um novo rumo a tomar, me tirar da estagnação, me dar aquele empurrãozinho que me faltava, me dar aquela dose de coragem. Ela é uma pessoa muito especial e acho que se eu conseguir pegar 10%  do seu pique vou me adaptar perfeitamente. Se ela conseguiu até mudar meus hábitos alimentares, imagino que de resto será mais simples, pois a gente se ama e sei que vou ter muito apoio pra essa mudança.

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Juvenar” do Karnak




- Postado por: Hank às 08h52
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Come Talk to Me

Estou incomunicável, meu velho companheiro de baladas, meu amigo celular, acabou de falecer nesse fim de semana. Foi uma morte até que gloriosa para esse companheiro de tantas jornadas. Eu estava num motel, muitíssimo bem acompanhado, quando o copo de vodka virou justamente em cima dele, melecando e torrando tudo que tinha lá dentro. Fim mais glorioso impossível.

Fiquei esta manhã vendo as ofertas de aparelhos e constatei que é um saco comprar celular. Eu não queria algo com muita frescura, não preciso de um que tenha rádio, câmera, navegação em alta velocidade nem sons polifônicos etc. Quero um que me permita falar e receber mensagens de texto e enviar e-mail e já ta de bom tamanho. Hoje lançam celulares com tantos acessórios com tanta coisa que a última coisa que você usa é pra conversar.

Deveriam fazer um celular com recursos realmente úteis:

1) Gelar cerveja – Você encostaria o celular na latinha, digitaria algo e a latinha ficaria gelada
2) Auto-destruição – Se seu celular fosse roubado você ligaria pra ele e digitaria um código, o celular explodiria decepando a mão do larápio.
3) Esquentador de pizza – Você colocaria o celular em cima daquela pizza amanhecida e ela ficaria quentinha novamente.
4) Encher pneu de bicicleta  – Seria ótimo pra quando fura o pneu em um lugar afastado.
5) Lanterna – Acabou a luz e você não consegue achar as chaves da porta? Um celular lanterna seria muito útil.
6) Vibrador – Bastaria introduzi-lo, colocar no vibracall e ficar fazendo ligações pra si mesmo. Isso apimentaria muitos relacionamentos.
7) Alerta de chatos – Quando chegasse um chato a um raio de 30 metros seria dado um alarme o que permitiria você sir correndo. Poderia ser adaptado como um “Alerta Mocréia (o)” também.
8) Saca-rolha e abridor de garrafa – Artigo extremamente útil.
9) Repelente de insetos – Você poderia passear em Ilhabela sem ter medo dos borrachudos.
10) Barbeador – É um saco quando se está viajando e não se tem um barbeador á mão.
11) Desfribilador – É só colocar em cima do enfartado e o cara leva um choque e sai todo pimpão.
12) Alerta de radar de trânsito – Se tivesse algum radar próximo ele te avisaria e você escaparia da multa.
13) Furadeira – É um saco ter que pegar a furadeira do vizinho toda vez que você precisa pregar um prego.
14) Secador de cabelo – Faria muito sucesso com  a mulherada na saída de motel.
15) Tradutor de porteiro -  Você não entende o dialeto que seu porteiro fala? Então ele falaria no celular e na tela apareceria a tradução.
16) Massageador – Você o utilizaria para fazer aquela massagem caprichada na sua namorada.
17) Fazedor de pipoca – Pra que aquela tranqueira de microondas que você tem em casa e só usa pra estourar pipoca. Bastaria colocar o saquinho sobre o celular e onde você estivesse teria sua pipoca quentinha.
 

E vocês, tem alguma sugestão?

Cheers,

Hank


Som do dia: "Come Talk to Me" do Peter Gabriel






- Postado por: Hank às 13h18
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Mentall Hell

Estava eu voltando do almoço tranqüilamente, passava por uma viela e uma casa estava com o som ligado bem alto, pra todo mundo no bairro saber que ela tinha feito prestação nas “Casas Bahia” de um micro system. A “música” era aquele “melô gay” do Bruno e Marrone (“...seu guarda me bate, me prende,  me joga na parede , me chama de lagartixa que sou um cara carente...).

 

Eu passei rapidinho, quase correndo, só que quando cheguei na rua debaixo aconteceu o que mais temia: Comecei a assobiar aquela música bosta. Quase dei um berro no meio da rua! Que droga! O que é isso, lavagem cerebral? Porquê essas coisas sempre acontecem?

 

Uma das piores coisas é você ficar com uma música chata na cabeça. Você está no trânsito e começa a cantar, assobiar, ou somente pensar, é um troço torturante. E quando você está com alguém perto? Se quando você tá sozinho você se acha uma ameba gigante, se tiver aquele seu amigo tirador de sarro do lado então você está fodido e mal pago. Imagina você, então, na Mostra de Cinema, cheio de gente e de repente começa a cantar sem perceber: “...Só as cachorras.....” no mínimo te colocam pra fora.

 

Uma vez eu ouvi tanto o hino do Santos que quando vi tava cantando sem querer. Imagina se algum amigo meu me pegasse? Tenho umas amigas santistas que iriam me alugar até o fim da vida. Porque a gente nunca fica com uma música que presta na cabeça? Sempre é algo desgraçadamente ruim? Eu tenho uns 800 cd’s, com umas 10 faixas cada um na média dá 8000 músicas, mais umas 400 que tenho no micro dá 8.400. Então, que catzo acontece pra uma porra que toca numa rádio que não ouço e em programas que não assisto consegue grudar na minha cabeça como chiclete? E nenhuma das 8.400 músicas que tenho consegue ocupar o espaço. Nessas horas começo a achar que existe possessão demoníaca, he, he, he.

 

Eu tinha uma vizinha que todo dia me infernizava com músicas ridículas que grudavam na minha cabeça, então resolvi fazer um “exorcismo”. Peguei um CD que havia ganho de Black Metal, (um estilo de Metal que mais se assemelha ao som de uma barril cheio de pedras despencando numa escadaria). Esse CD é muito ruim, eu não me desfiz só porque eu sabia que algo tão ruim poderia servir pra algo (como dar de amigo secreto pra um mala). Então, eu abri as janelas, coloquei aquela desgraça em um volume altíssimo apertei a tecla “repeat”,  saí correndo pro bar e só voltei seis horas depois. Acho que a mulher morreu de desespero, porque nunca mais ouvi aquelas músicas malas e provei que quando quero ser chato, bato qualquer recorde.

 

Cheers

 

Hank


Som do dia: “Mental Hell” do Ramones, do CD “Animal Boy”. Gosto muito dessa música porque foi na tour desse álbum que vi os Ramones ao vivo pela primeira de várias vezes.


 



- Postado por: Hank às 08h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Sheik Yerbouti

Muito tem se falado sobre as ondas gigantes, nós em 10 dias aprendemos uma palavra nova no nosso vocabulário: “Tsunami”. Desde a tragédia apareceram trocentos especialistas em clima, deslocamento de placas tectônicas, maremotos, terremotos, catástrofes, etc. Assim como no futebol que em cada esquina  tem um técnico, em cada canto tem um sismógrafo.

 

Eu li no UOL, uma das explicações mais bizarras, o Sheik  Fawzan Al-Fawzan da Universidade de Al-Iman na Arábia Saudita disse que a culpa são dos homossexuais. Segundo palavras dele, “Essas grandes tragédias e punições coletivas que estão destruindo vilarejos, cidades e até mesmo países inteiros são punições de Allah às pessoas desses países, mesmo àqueles que são muçulmanos”, disse Al-Fawzan. “Alguns de nossos antepassados disseram que se há usura ou adultério em algum vilarejo, Allah permitirá sua destruição”

 

.O professor acrescentou que os resorts daqueles países eram lugares de pecados sexuais. “Nós sabemos que nesses resorts, que infelizmente existem no mundo islâmico e em países do sul da Ásia, especialmente no Natal, o adultério e a perversão sexual de todos os tipos são desmedidos”, disse. “O fato que aconteceu em uma época específica é um sinal de Allah. Aconteceu no Natal, quando pessoas corruptas de todo o mundo vêm para cometer adultério e perversão sexual. Eu acredito que esse é um grande sinal de punição que os muçulmanos deveriam refletir”.

 

Não sei o quanto se pode levar a sério um cara que anda de vestido, só vê mulher vestida dos pés a cabeça, não bebe e anda com uma toalha na cabeça. E o fulano é professor universitário, o que nos faz refletir que nem sempre esses “mestres” têm algo mais que merda na cabeça.

 

Imagino se mais gente levasse esse doido a sério, existiriam novas leis: Gays ficariam proibidos de ir á praia, pois poderiam causar maremotos, já que o “técnico” muçulmano previu então eles só poderiam ficar em lugares longe do litoral. Acho que seria arriscado irem para as montanhas, pois se acontece maremoto, talvez eles fossem responsáveis por avalanches também. Então em Las Lenhas não seriam admitidos homossexuais.

 

Já que eles não podem ir para o mar então teriam que viajar de avião, mas e se eles atraírem furacões? Os furacões sempre têm nome de mulher, então teriam o nome de “bibas famosas”, “Furacão Roberta Close”, “Furacão Rogéria”, etc. Acabariam então sendo proibidos de voar o que causaria um caos, pois sem gays não existe aviação, é o trabalho com maior concentração de homossexuais do mundo. Se todos os gays saírem da aviação não teria ninguém pra pilotar e servirem as aeronaves.

 

Eu acho que quem se preocupa muito com o que os gays fazem ou não, devem ter um desejo reprimido e isso é pura ciumeira. Eu não me preocupo nem o que meus amigos héteros fazem no quarto, por que raios eu iria me preocupar com o que outras pessoas fazem? Só sei que nunca tive problema com isso, já tomei altos porres com gays e me diverti com os ponto de vistas diferentes (quase me esborrachei de rir com o amigo de uma amiga lá no Giba, principalmente quando nos unimos para pentelhar essa amiga), he, he, he.

 

Bom, então meus amigos que forem pro Rio no Carnaval levem suas bóias de patinho porquê se o “fulano de toalha na cabeça” estiver correto o próximo Rei Momo vai ser o Bob Espoja.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia: “Sheik Yerbouti”, fantástico álbum do genial Frank Zappa.



- Postado por: Hank às 12h00
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




The Spirit

Morreu Will Eisner aos 87 anos, muita gente não faz idéia quem foi esse senhor, mas na verdade ele foi uma espécie de “Dom Quixote” dos quadrinhos. Foi diretamente responsável pela elevação da qualidade dos quadrinhos e se hoje gente como Alan Moore, Frank Miller ou Neil Gaiman hoje são admirados e reconhecidos, é por causa do trabalho desse senhor.

 

Desde os anos 40 Eisner brigava com seus compatriotas americanos por falar que quadrinhos era uma espécie de arte. Era constantemente ridicularizado por isso, apesar dos europeus o venerarem e guardarem seus álbuns do “Spirit”, seu personagem principal, em estantes do lado dos livros preferidos. Em 78 Ele publicou “A Contract With God” que não tinha charges, piadas, super-heróis, o que foi um pontapé inicial no que ficou conhecido como “Graphic Novels”, álbuns com roteiros adultos e qualidade gráfica impecável.. 

 

O que ele conseguiu foi dar o pontapé inicial para que gente como Moore, Miller ou Gaiman pudessem desenvolver coisas como “Watchmen”, “O Cavaleiro das Trevas” e “Sandman”. Conseguiu então o reconhecimento e veio algumas vezes ao Brasil, sempre sendo muito simpático com os fãs e a imprensa.

 

Eu sempre gostei muito de quadrinhos, se eu gosto de ler hoje sem dúvida devo aos gibis que minha mãe me comprava na banca do lado da padaria. Eu lia tudo, era fanático pelo “Homen Aranha” (por isso tenho duas tatoos do herói na minha perna, como tributo á esses tempos). Depois bem mais tarde comecei a reler quadrinhos e fiquei fissurado nas graphics novels e descobri alguns artistas fantásticos, assinava a revista “Heavy Metal”.

 

 Atualmente não tenho lido muitos quadrinhos, devido ao preço das edições e a confusão das editoras onde você começa a comprar uma série e nunca sabe quando sairá (e se sairá) o número subseqüente. Mas tenho uma pilha de HQ’s guardadas pra um dia chuvoso abrir esse baú e retornar no tempo 10, 20 ou 30 anos. Ou algo me diz que um “Little Hank” iria se dar muito bem he, he, he, he.

 

Cheers

 

Hank

 


Dica do dia: “The Spirit” – Principal personagem do velho Will Eisner.




- Postado por: Hank às 07h47
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Cinema

O governo assinou um decreto que obriga as salas de cinema a exibirem pelo menos 35 dias por ano de filmes nacionais. Eu como sou muito chato com qualquer coisa que o governo ponha a mão sou contra. Acho que finalmente o cinema nacional está andando pelas próprias pernas e não precisa que ninguém ponha a mão.

 

Vários filmes nacionais tiveram boas bilheterias nos últimos anos e ficaram em exibição por um bom tempo, sem a necessidade de um decreto governamental. O termômetro foi o público.

 

Isso me fez lembrar uma lei idêntica feita na época da ditadura, obrigando cotas nas rádios para música brasileira. Pura idiotice, pois o mercado acabou dando as regras e atualmente a maior parte da programação das rádios é de música nacional. É óbvio que numa Kiss Fm que teoricamente tocaria “Classic Rock” muito pouco material nacional poderia ser tocado, mas em compensação tem rádios exclusivamente de programação nacional, então existe uma compensação natural.

 

O governo tem mania de enfiar o dedo onde não é chamado. Uma das melhores coisas que aconteceu para o cinema foi quando o malfadado Collor acabou com a Embrafilme e aquela meia dúzia que mamava nas tetas dos contribuintes tiveram que se virar. Os mais incompetentes mudaram de ramo e alguns continuaram produzindo. Depois do choque o cinema nacional deu uma guinada e apareceram coisas de qualidade, de uma geração que era totalmente excluída das mamatas. E o público começou a voltar às salas de exibição, foi algo natural.

 

Hoje o cinema nacional está tomando um outro rumo, está se adequando ao “padrão global”, uma linguagem televisiva. A entrada da Globo Filmes no mercado está alterando significamente o mercado. A crítica detesta, o público nem tanto, não sei se isso é uma fase ou algo permanente. Tenho medo, por exemplo, de que os exibidores usem essa cota para privilegiar os filmes desse tipo, isso excluiria muita gente boa do mercado. A Globo onde entra chega pra dominar e acabar com a concorrência.

 

Acho que o governo faria mais pelo cinema nacional se pegasse essas produções e as levasse para escolas da periferia, cidades afastadas onde não existem cinemas e lazer. Fizesse uma política de incentivo fiscal para que as empresas se motivassem a apoiar as películas. Apoiar a revitalização dos centros das capitais, fazendo que o pessoal volte a freqüentar os cinemas fora dos shoppings, ajudar as salas de exibição a receber meios de obter recursos para a modernização, etc. Acho que se pode usar a imaginação para conseguir idéias e essa idéia de cota é mais um troço simplista que pode ser deturpado com para o favorecimento de uns gatos pingados, mas cérebro é algo que os políticos abdicam quando ganham uma eleição.

 

Cheers,

 

Hank


Som do dia: "Cinema" do 90125 do Yes.



- Postado por: Hank às 10h52
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




A Arte de Separar as Pessoas do Seu Dinheiro

Uma das frases que mais uso é que ninguém nunca perdeu dinheiro subestimando a inteligência do povo. Acredito piamente nisso, que se você fizer algo tratando o povo como retardado você vai ficar rico, que digam os nossos publicitários.

 

Acho que todo mundo já viu aquele troço infame da Skol, com um baixinho idiota berrando “Seráááááá seráááááaá”. É um dos troços mais irritantes que já tive a infelicidade de ver. Acho que acham que o consumidor de cerveja é um idiota, e o pior que deve ser mesmo, pois depois do infame “Na Na Na Na”, quer coisas pior que “A cerveja do Na na na na”? Eles estão vendendo Toddynho ou cerveja? Aloooooo, alguém falou pra esses publicitários que cerveja só pode ser vendida pra maiores de idade? Eles nos tratam como se estivéssemos assistindo Telletubbies. E a tal de “experimenta”? Se a cerveja não tivesse gosto de água suja quem sabe eu experimentaria, mas é uma bosta!

 

E o que mais detesto é você ouvir uns idiotas falando “serááaááaá..”, “experimenta, experimenta” ou “na na na na” num bar, na rua ou no trabalho. Não sei se serve pra vender cerveja, mas o chavão já ta na cabeça do povo, então a marca pelo menos fica na cabeça do pessoal. E o que é pior, na das crianças..... É um tal de tartaruguinha, caranguejo e outros bichos, definitivamente eles acham que eu voltei pro pré-primário.

 

Nós temos publicitários fantásticos, gente muito boa que fazem trabalhos espetaculares, mas também temos alguns dos piores. É muito fácil fazer uma propaganda de cerveja, basta:

  1. Um roteiro idiota.
  2. Tratar o consumidor como criança
  3. Colocar um monte de atores de novela que nunca seguraram um copo de cerveja na vida, ou você acha que aquelas modelos que comem meia folha de alface por dia, vão tomar uma cerva no boteco da esquina?
  4. Um bordão bem ridículo, algo pra ficar na cabeça do povo á força.

 

Isso é um troço bem nosso, eu recebo inúmeras propagandas de cerveja por e-mail, do mundo todo e fico maravilhado em como o pessoal trata o consumidor como “ser pensante”, talvez em alguma parte do mundo façam porcarias como as nossas, mas nunca vi.

 

Então foda-se, tome aquela marca que você gosta, não se importe com a propaganda e se você conhece algum publicitário que fez alguma campanha dessas, vamos mandar pra eles uma coleção de filmes do “Telletubies” aposto que eles vão gostar, vão demorar um pouco pra “entender a história” mas acredito que com um pouco de boa vontade eles vão sentirm em casa.

 

Cheers (sem bichinhos)

 

Hank

 


Dica do dia: “A Arte de Separar as Pessoas do Seu Dinheiro” Esse é um documentário fantástico que assisti sobre publicidade, onde eram explorados as diversas faces da publicidade mundial.




- Postado por: Hank às 13h10
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Amor Estranho Amor

Um colega do serviço estava reclamando que tinha levado a filha pra assistir o filme da Xuxa novo e o troço era uma bosta, sem pé nem cabeça, horrível. Comecei a rir muito, eu tenho uma teoria que os pais que sofrem num filme da Xuxa, não educaram os filhos direito, então merecem assistir a filmografia completa da “rainha dos baixinhos”, pois se tivessem feito a criança assistir mais “Castelo Ra Tim Bum” teria uns filhos mais espertos e menos malas. O bom gosto deve ser dado e ensinado em casa, para quando ela encontrar na escola essas porcarias, souber optar pelo que é legal ou não.

 

Eu li que a palavra final do que vai pro ar no programa dela é da Sacha. Por isso o programa é considerado um grande “mico” e ninguém agüenta mais aquilo, está totalmente  fora da realidade. O que é ótimo, pois o “Império das Loiras Pulantes” está chegando ao fim. Triste época aquela, que bastava ter um bom par de coxas, cabelo loiro e pular como pipoca rendia milhões para as emissoras, gravadoras e fábricas de brinquedos e roupas. Foi uma era muito triste para a televisão. Minha infância tinha seus programas idiotas, mas eu me lembro do “Vila Sésamo”, “Sítio do Pica-Pau Amarelo” e o “Muppet Show” que sempre tinha algo interessante por trás, alguma mensagem subliminar que não era COMPRE. Estimulavam a criatividade e a cabeça da criança. O máximo que se pode lembrar dessa época é que se você andar com um shortinho micro atolado no rabo vai se dar bem.

 

Quando pegaram uma modelo e atriz de pornochanchada para fazer um programa infantil, achei que nunca ia dar certo. Sumiram com todas as cópias de “Amor, Estranho Amor” onde a Xuxa aparecia seduzindo um pirralho, compraram os negativos das fotos dela da Playboy, Ele Ela, Status, etc. (nada que hoje não é difícil de achar na internet), uma lavagem cerebral para “purificar” a garota. Só faltou colocarem o cabaço dela de volta e falar que ela era virgem. Conheci gente que negava que ela tivesse tido um “passado obscuro”. Eu até acho que foda-se se ela fez filme pornô, só acho que se ela passasse alguma coisa legal e não escondesse o passado ia ser muito mais real. Devia falar: “Fiz mesmo, foda-se e to noutra e pronto”.

 

Eu tenho uma amigo que proíbe a filha de ver esses programas idiotas, ela assiste a programação infantil da Cultura desde que nasceu, é uma criança muito esperta, brincalhona como qualquer outra, alegre e muito inteligente. Ela não perdeu coisa alguma não vendo as “loiras pulantes”. Prova que dá certo com algum esforço dos pais, mas tem gente que acha que a melhor forma de se livrar da criança é colocá-la na frente da TV sem nenhum critério. Por isso vê-se hoje moleques no colegial que não sabem nem escrever direito e livro é um troço que eles nem sabem o que é.

 

Cheers

 

Hank


Filme do dia: "Amor Estranho Amor", a melhor "atuação" da "Rainha dos Baixinhos"



- Postado por: Hank às 10h32
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank