} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


I'm Not Dog No

Depois reclamam da nossa imagem no exterior. Sempre se fala que o Brasil é um país cordial, que não é racista, onde várias raças convivem harmoniosamente. Até que boa parte disso é verdade. Mas o que dizer quando uma embaixatriz estúpida vai lá em um país pobre como Moçambique e fode tudo? Mostra que a idiotice humana supera qualquer bom senso?

 

Conforme a agência EFE, a embaixatriz brasileira Leda Lúcia Martins Camargo quis entrar em um shopping acompanhada de seu cachorro. Acontece que assim como no Brasil, lá também não é permitida a presença de animais. Os seguranças a impediram de entrar e ela chamou os seguranças de “porcos”, e que o cachorro "era mais limpo que Maputo (capital do país) e que seu animal de estimação era mais limpo que os moçambicanos".

 

Ao ser indagada sobre o incidente a embaixatriz reagiu que "agi porque não admito ser ferida por pessoas inferiores". "Sei que em Moçambique e no Brasil não se aceita a circulação de animais em restaurantes, mas este chiuaua era da minha falecida mãe e hoje dorme comigo no meu travesseiro", afirmou a diplomata. Coitado do cachorro. Ter que dormir  em tão má companhia deve ser muito humilhante. Deve ser o único cachorro do mundo que gosta de tomar banho diariamente. A cachorra pode ser limpa, mas a dona não. Possivelmente os funcionários não impediram a entrada da cadelinha, mas da dona.

 

Os funcionários que trabalham diretamente com essa “flor de sensibilidade” na embaixada fizeram um abaixo assinado denunciando as arbitrariedades da diplomata. E pedindo para serem “tratados como seres humanos” e “cordialidade”. Que nunca tiveram problemas com outros embaixadores e essa é a primeira vez.

 

Se esse é o tipo de representante que é responsável pelas nossas relações com outros países, não me estranha o fato se vivermos tomando paulada lá fora. Como uma pessoa nesse nível consegue chegar em um cargo desses? Quem indicou? O que o Ministro das Relações Exteriores, Sr. Celso Amorim,  vai fazer a respeito? É ridículo o despreparo e como esses cargos diplomáticos são distribuídos e isso nem é de hoje. Colocam qualquer um para embaixador e fodam-se se não é qualificado.

 

Esse caso é um exemplo disso, pois um embaixador tem que ter tato, sensibilidade e diplomacia. Essa senhora com certeza é totalmente despreparada para a função que exerce. Colocar uma pessoa preconceituosa para trabalhar em Moçambique é como colocar um alcoólatra para tomar conta de um depósito de bebidas ou um pedófilo de uma escola infantil.

 

 Como sugestão eu a transferiria para a Groelândia, com uma passagem só de ida, onde a cachorrinha dela pudesse brincar bastante com os pingüins.

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “I Not Dog No”do Falcão. Uma sátira engraçadíssima de “Eu não Sou Cachorro Não”.




- Postado por: Hank às 20h47
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Pequenas Igrejas, Grandes Negócios

Passaram-me um e-mail com alguns “ensinamentos” creditados á um livro da famigerada Igreja Universal, chamado “Castigo Divino” . Pessoalmente acho que é só um spam divertido, mas como esse pessoal da Igreja me aporrinhou por alguns anos, acho que tenho o direito de tirar uma com a cara deles também. O e-mail é sobre orientações sexuais e que forma é pecado copular ou não:

 

Posição Chupetinha - O prazer de levar um órgão sexual à boca é condenado pelas leis divinas. A boca foi feita para falar e ingerir alimentos e a língua para apreciar os sabores. A mulher engolindo o sêmen não vai ter filhos. E o homem somente sentirá dores musculares na língua ao sugar a vagina de sua parceira. (Imagino o quanto eles devem ter chupado pinto para descobrirem que engolir porra não engravida. Acredito também que carregar malas cheias de dinheiro dá mais dores musculares do que chupar uma vagina).

 

Posição Sodomia - O ânus é sujo, fétido e possui em suas paredes milhões de bactérias. É o esgoto propriamente dito. No esgoto só existem ratos, baratas e mendigos. A pessoa que sodomisa ou é sodomisada se iguala a um rato pestilento. Seu espírito permanece imundo e amaldiçoado. Mas o pior é quando o ato é homossexual, pois o passaporte dessa infeliz criatura já está carimbado nos confins do inferno. (Bom, se é costume entre os fiéis da IURD não limparem a bunda, sinto decepcioná-los, mas aqui fora temos esse costume. No mínimo a Igreja fez isso para terem uma desculpa para economizar papel higiênico)

 

Vejam a maneira certa de se relacionar sexualmente com seu/sua parceira/o, segundo a cartilha:

 

Posição Coito Papai-Mamãe - O homem e a mulher devem lavar suas partes com 1 litro de água corrente misturado com uma colher de vinagre e outra de sal grosso. Após isso, a mulher deve abrir as pernas e esperar o membro enrijecido do seu parceiro para iniciar a penetração. O homem após penetrar a mulher, não deve encostar seu peito nos seios dela, deve manter uma distância, pois a fêmea deve estar rezando aos santos para que seu óvulo esteja sadio ao encontrar o espermatozóide. Depois do ato sexual, os dois devem rezar, pedindo perdão pelo prazer proibido do orgasmo. Como penitência, o açoite com vara de bambu é aceito como forma de purificação. (Eles estão confundindo trepar com fazer vinagrete, imagina só levar pro motel um tubão de vinagre castelo e um pacote de sal grosso? E imagina só, você lá em cima da garota e ela começa a rezar? Com certeza o tal “membro enrijecido” se tornará mais mole que manteiga.)

 

Cheguei à conclusão que os próprios fiéis não seguem a cartilha, pois se eles seguissem não teria tanto idiota sustentando um bando de picaretas, que ficam lavando dinheiro e passeando em jatinhos.

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Pode Vir Crente Que Estou Fervendo” do Premê.




- Postado por: Hank às 21h31
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




On The Road

Saiu na imprensa uma informação a muito aguardada pelos fãs de Jack Kerouac. Finalmente a adaptação de “On the Road” (Pé na Estrada) de 1957, para o cinema vai sair do papel. E o melhor (ou pior) é que o diretor mais cotado para segurar o abacaxi é um velho conhecido nosso, o cineasta brasileiro Walter Salles de “Central do Brasil”, “Diários de Motocicleta” e “Água Negra”.

 

Salles já mostrou familiaridade com “road movies”, o que é absolutamente necessário para trabalhar no projeto. Esse tipo de filme trabalha com planos muito abertos e a direção de fotografia é super importante para o sucesso da empreitada. O grande desafio é que os personagens de Kerouac são muito fortes e não dá espaço para deslumbramentos do cenário. Salles terá da produtora Zoetrop, do Francis Ford Coppolla, mais recursos que teve em toda a carreira, então terá que administrar isso sem as preocupações financeiras de filmes anteriores.

 

Agora o maior problema é que esse pode ser o filme que pode elevá-lo á primeira divisão dos diretores ou afundar sua carreira de vez. O livro é muito emblemático. É uma das obras mais lidas do mundo, tem milhões de fãs e foi o marco fundamental do movimento beat, que mudou o rumo da literatura. Então ele já vai levar porrada antes mesmo de escrever a primeira página do roteiro. É complicado brigar com a imagem que temos na cabeça do livro, cada leitor tem os personagens de uma forma gravados na cabeça e não admitem mudanças.

 

O Peter Jackson passou pela mesma situação com “O Senhor dos Anéis” e saiu-se bem. Na opinião dos fanáticos fãs de Tolkien ele pisou na bola ao ignorar algumas passagens e personagens importantes, mas o produto final foi bom. Ele teve o mérito de fazer uma produção hollywoodiana sem se desvirtuar do universo original da obra, ampliando o número de pessoas que por gostarem do filme correram para ler o livro. Com as adaptações dos livros do “Harry Potter” também aconteceu a mesma coisa.

 

Como já havia falado, estão adaptando “Factótum” do Charles Bukowski para 2006. Já assisti o trailer inclusive, e o que vi em 90 segundos gostei, mas não sei se o produto sairá tão bom. As duas outras adaptações, “Crônicas de um Amor Louco” e “Barfly” são apenas razoáveis. Duvido que alguém tenha aberto algum livro do Bukowski por causa desses filmes. E por causa disso que fico com um pé atrás tanto do “Factótum” quanto ao “On the Road”. O universo de Kerouac e do Bukowski é bastante semelhante.

 

Quero ver quem fará o papel de Sal Paradise e Dean Moriarity, os protagonistas da história. Vão chover ofertas na mão de Salles, e todo o estúdio tem suas “preferências”, mas não consigo associar qualquer ator de vinte e poucos anos com os personagens. Talvez se ele encontrar caras novas pode dar certo.

 

Tem muita coisa em jogo. Um fracasso pode acabar com tudo que Salles já fez. Vai ter um preconceito da natural por ele ser estrangeiro. Imagine se por exemplo, escolhessem o Clint Eastwood para dirigir um filme baseado em um livro do Jorge Amado? Por melhor que seja o diretor, pouca gente aceitaria o fato por ele não ser brasileiro e não ter nossa cultura enraizada. Com o “On the Road” vai acontecer a mesma coisa. Por isso desejo sorte para o Walter Salles, ele é um cara competente, o livro é ótimo e é especialista em road movies. Espero ter a oportunidade de assistir um baita filme e que ele consiga subir para o primeiro escalão de diretores.

 

Cheers

 

Hank

 


Indicação do dia: “On the Road” (Pé na Estrada) do Jack Kerouac. Fundamental.




- Postado por: Hank às 11h21
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Trampo Jóia

Eu estava caminhando para o trabalho e vi algo que já julgava praticamente extinto. Não era um urso Panda, já que não estamos na China e nem um mico-leão-dourado. Era uma vendedora de Yakult! Sério que eu pensava que não existia mais. A única diferença é que antes elas carregavam um carrinho de mármore (Deveria ser para não deixar que os lactobacilos vivos fugissem he, he, he), e agora tem um carrinho “modernoso” de plástico.

 

É curioso como algumas profissões desaparecem. Pessoas dedicam a vida toda a uma profissão e de repente “the end”. Um dia desses achei meu diploma do “curso de datilografia”. Hoje quase nem existem mais máquinas de escrever. Descobri que existe ainda uma escola em SP. Ela dá curso de datilografia e de digitação, como o de datilografia é ¼ do preço alguns pais colocam os garotos nesse curso.

 

Vendedores de guarda-chuva. Depois que os asiáticos começaram a vender guarda-chuvas a R$ 5,00, quem é que vai pagar cinco vezes mais por um artigo nacional? Amoladores de facas com aqueles apitos tradicionais também sumiram com a invasão de facas e tesouras descartáveis. Sapateiros também viraram uma raridade. Antigamente tinha um a cada esquina, agora para você achar um é como procurar uma agulha num palheiro.

 

Telefonistas também estão sumindo. Antigamente eram necessárias diversas pessoas para trabalhar em uma grande empresa, hoje os sistemas são tão automatizados que uma ou duas pessoas tomam conta do departamento tranqüilamente.  E numa época que você manda um e-mail para o Japão instantaneamente, a profissão dos carteiros ta sem dúvida na marca do pênalti. E eu sou da época que comunicação instantânea era feita com telex e se você tivesse urgência enviaria um telegrama.

 

E nas eleições então? Para uma apuração ser feita eram mobilizados trocentos funcionários do TRE, que ficavam contando e recontando aquele monte de cédulas por mais de uma semana. No meio da madrugada ainda pegavam uma cédula com uma “pica voadora” ou senão falando “tô comendo sua mulher enquanto você ta trabalhando”. Hoje um cara pega um disquete da urna, coloca no computador e a contagem tá feita.

 

Uma das profissões mais odiadas, que era o sinônimo de gente chata era o  de vendedor de enciclopédia. Com a internet aqueles montes de livros empoeirados perderam totalmente a utilidade. Apesar de que eu sinto falta da vendedora do “Círculo do Livro”, que vendiam bons livros por um preço baratinho.

 

Por isso temos que estar sempre antenados com o que está rolando por aí. Se você fica alheio ao que rola, não sabe o que está sendo feito e conversado você corre seriamente o risco de se tornar tão útil quanto uma fita de vídeo em betamax.

 

Cheers

 

Hank


Som do dia: "Trampo Jóia" do Premê.




- Postado por: Hank às 17h46
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




I Hate Creeps Like You

Eu tenho uma teoria: “A potência do aparelho de som é inversamente proporcional ao bom gosto musical da pessoa”. Pode reparar quanto maior a desgraça da música o som do seu vizinho vai tocar mais alto. Do lado do meu serviço tem uma academia de ginástica. Acho que eles colocaram uma aparelhagem de som nova e em plena segunda-feira tive minha sala inundada por uma barulheira techno que me senti numa rave.

 

Quem mora em prédio, como eu, possivelmente uma vez na vida pelo menos já teve um “vizinho sem noção”. O tipo que coloca uma música do Amado Batista e fica se esgoleando como se estivesse cantando para um Pacaembu lotado. E o pior é que eles nunca ouvem o cd inteiro. Eles sempre escolhem uma música só e a tocam 173 vezes seguidas. Se isso não é prática de tortura eu não sei o que é.

 

O pior mesmo é no prédio da frente. Tem uma igreja evangélica, que acreditam piamente que Deus é surdo. As seções de “descapetamento” são um verdadeiro suplício. Parece que eles querem provar que o Inferno existe, trazendo um pedaço dele pra dentro da sua sala de estar. Se eu morasse de frente pra essa porra eu iria gastar metade do meu salário em ovos pra atirar nesses crentes berrões.

 

Na semana passada eu vi um carro com um som que não deveria fazer feio para qualquer trio elétrico baiano. E a música? Aquela pérola que é o funk carioca. A rua inteira olhando para o dono do carro. Ele se achando a última cereja do sorvete e eu imaginando uma forma de esfolá-lo com requintes de crueldade. Eu fico já meio puto de chamar aquele estilo de música de “funk”. Porra,  funk pra mim é Funkadelic, Parliament e James Brown.

 

É foda quando você vai em um bar, está lá tomando cerveja sozinho ou com algum amigo batendo papo aí aparece um Mané que estaciona o carro na frente do bar, abre as portas, pega o CD de pagode mais tranqueira que existe e coloca numa puta altura. Ele não se conforma em ter mau gosto. Quer que o bairro todo saiba disso. E o pior é que isso sempre acontece quando você acabou de abrir uma cerveja ou pede uma porção gigante de frango á passarinho, só para o sofrimento perdurar. E a bateria desses chatos nunca acaba não é? Por mais que você torça, seque e jogue praga. Cest La Vie.

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “I Hate Creeps Like You” do Dee Dee Ramone




- Postado por: Hank às 19h33
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank