} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


Smoke

Acho que todo mundo tem um “esqueleto musical” na caixa acústica. São músicas e discos de coisas bem medonhas, mas por uma razão ou por outra acabamos gostando. Quantas vezes ao ouvir uma música velha nos lembramos de alguma namorada antiga, uma festa, um show ou um porre. Nessas horas eu acho que essas músicas funcionam como os espaços entre as músicas de um velho disco de vinil, delimitando fases de nossas vidas e por isso às vezes ficamos constrangidos de revê-las na atualidade.

 

Dificilmente as músicas que mais ficam na cabeça são obras-primas. Um exemplo disso é o sucesso das festas de revival de som disco. Disco Music foi para a música pop o que o funk carioca é para a MPB, um maldito câncer. Só que anos depois para agitar uma pista de dança é fácil colocar um velho sucesso do ABBA ou Bee Gees. Até quem não viveu aquela época sai pulando como uma minhoca com mal de Parkinson.

 

Quando era moleque eu só ouvia rock pesado. Qualquer coisa que não tivesse uma guitarra com distorção suficiente para encobrir o volume dos aviões que passavam em cima da minha casa não valiam pra nada. Só que os programas de música da TV quase não passavam vídeos desse tipo, se eles durassem uma hora, passavam uns dois ou três vídeos do estilo e a gente tinha que assistir todo o resto do programa na marra, acompanhando todo um leque de músicas.

 

Conversando com amigos descobri depois de anos que a gente via outros tipos de sons, gostávamos das músicas, mas ninguém tinha a manha de chegar na turma e falar: “Vocês viram que legal aquela música do The Police?” ou “Adorei aquela música do Asia”. Se alguém demonstrasse publicamente simpatia por uma banda como essas era praticamente linchado. Eu não ia lá e comprava os discos dos caras, mas se passava na TV ou rádio eu ouvia na boa.

 

Com o tempo a gente cresce e para com essa viadagem de ficar escondendo os gostos e podemos chegar em qualquer lugar e falar que gostamos dos primeiros discos do Devo. E curiosamente as músicas que mais ficam marcadas na cabeça não são aquelas que eu ouvia 10 vezes por semana ou dos grupos que idolatrava na época. Quase sempre são aqueles “Lados B” ou então os “esqueletos”.

 

Uma coisa que acontece muito com o fanático musical é guardar os detalhes das fichas técnicas dos discos. Então por meio de associação nos remetemos a nossas memórias. Por exemplo: O “Heaven & Hell” do Black Sabbath saiu em 1980, nesse ano lembro eu entrei no colegial. O “Creatures of the Night” do Kiss saiu no final de 82 / começo de 83. Eu lembro que eu ia para o sítio de um amigo que colocava esse disco para tocar 80 vezes por dia. Lembro que saí de um emprego em 91 porque nesse ano eu encomendei um CD desconhecido chamado “Nevermind” de uma bandinha esquisita chamada Nirvana.

 

Tudo isso é o que chamo de memória musical. Ela se fixa no cérebro da gente como uma tatuagem. Não importa se a música é “Starship Trooper” do Yes ou “I’m Not Dog No” do Falcão. Essas músicas sempre vão fazer parte da nossa personalidade e nos trazer recordações, boas e más, E depois de anos perdendo meu preconceito musical hoje eu posso levantar a cabeça, estufar o peito e dizer em alto e bom som: ABBA e Bee Gees são duas BOSTAS. He, he, he.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia: "Smoke" do Ben Folds Five, uma de minhas bandas favoritas e indicado pelo livro “31 Songs” do Nick Hornby. Esse livro do autor de “Alta Fidelidade”  disseca 31 músicas, não pela qualidade da música em si, mas a forma que elas afetaram alguma época de sua vida. Muito bom gosto.




- Postado por: Hank às 19h33
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Cocoricó

Li essa semana sobre o sucesso do programa Cocoricó, que está vendendo mais DVD’s dos que a série Friends, seus prêmios, o caráter educativo, etc. Realmente dá orgulho ver um programa educativo fazer sucesso. É a prova que existe esperança de que as crianças que assistem esses programas sejam menos estúpidas.

 

 

Colocar galinhas para apresentar um programa infantil não é novidade. Há muito tempo atrás colocaram uma carijó, que já havia posado sem penas para a Playchicken. Era uma galinha muito formosa, de penas amarelinhas. Ficou famosa por colecionar namoros com um jogador de futebol e o Papa-Léguas. O problema é que devido á uma disfunção a titica foi pra cabeça em vez de sair pra fora. Com isso ela ficou achando que poderia cantar. Gravou vários discos, tinha várias franguinhas assistentes e se portava no palco como se estivesse tendo um ataque epilético. Mais tarde ela encomendou um galo reprodutor que a fertilizou, e desse ovo de encomenda saiu um pintinho fêmea que está sendo moldado para substituí-la.

 

Outra que ficou famosa foi uma outra que copiava a galinha carijó na cara dura, só que tinha as penas escuras. Ela também posou para a Playchicken e várias revistas de menor gabarito. Quando o sucesso passou, ela virou uma galinha evangélica, onde ajuda o pastor a arrecadar milhões e rações.

 

Outra penosa famosa elegeu-se prefeita de uma capital. Era uma galinha que achava que era um pavão. A Galinha –Botox, não fez muito sucesso. Uma das primeiras coisas que fez foi substituir o seu galo velho por um modelo importado. Uma vez numa cerimônia jogaram uma galinha para ela, que na verdade era uma velha conhecida de infância. Ela fez que não a recconheceu e a penosa anônima acabou num caldeirão.

 

Mais sucesso teve outra franga. Ela se aproveitou da popularidade do seu galo, fez campanha no galinheiro evangélico cujo lema é “Frangolino é o Senhor e nada me faltará”, e elegeu-se governadora. A venda de milho no Estado quadruplicou, pois além de servir para o consumo dos galináceos é vendido para todos os eleitores dela ajoelharem-se sobre o milho como penitência por terem votado nela.

 

Existem as galinhas-chuteiras que atacam os jogadores de futebol. Elas ficam esperando do lado de fora dos vestiários e depois de um tempo aparecem para os jogadores, com um ovo debaixo do braço e cacarejam: “Esse ovo é seu! Quero pensão”. E assim elas vão colecionando pintinhos e pintões.

 

Existem as galinhas-fashion. Nesse caso só entram as de categoria Chester. Muito peito e coxa e nada de bunda. Elas fazem sucesso nas passarelas das avículas do mundo inteiro. No final elas acabam virando atrizes e apresentadoras de TV. Uma delas conseguiu até parir um franguinho de um velho galo inglês famosíssimo. O que lhe trouxe notoriedade e graças a isso podemos apreciar frases maravilhosas, e constatar que é possível uma galinha viver sem cérebro.

 

Cheers

 

Hank

 


Indicação do dia: “Cocoricó”, programa infantil da TV Cultura




- Postado por: Hank às 21h40
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Dogma

Uma polêmica mundial que coloca de um lado a Dinamarca e a liberdade de imprensa e do outro o fundamentalismo islâmico, está dando o que falar e as conseqüências podem ser inclusive uma nova fatwa, como a que foi decretada ao escritor Salman Rushdie. Tudo por culpa de uns cartoons publicados em um jornal dinamarquês e reproduzidos em diversos países.

 

Os cartoons, (alguns desses expostos aqui em cima), tem como personagem principal o Profeta Maomé e segundo a religião islâmica o profeta não pode ser caracterizado de maneira alguma, quanto mais ser “tirado um sarro”. Com isso os xiitas ficaram furiosos, e como não tinham muito com o que fazer, resolveram decretar uma nova guerra santa.

 

Está rolando um lance de retirada de embaixadores islâmicos da Dinamarca, proibição e boicote á produtos, passeatas, ameaças de atentados, etc. Tudo por causa de uns desenhos. É inacreditável, e ainda vai acabar morrendo gente por causa de uma bobeira dessas.

 

Acho que no máximo poderiam boicotar o jornal que publicou os cartoons, mas colocar todo um país no mesmo saco é foda. Da mesma forma que 90% dos seguidores do islamismo não são “doidos de pedra”. É uma religião como qualquer outra, o problema é que os 10% de malucos fazem um barulho do cacete, o que acaba “queimando o filme” das pessoas normais. A imprensa tem mania de generalizar o islamismo, por isso cria-se a impressão que qualquer pessoa com um turbante é um terrorista em potencial.

 

Já vi dezenas de cartoons de Deus, Jesus, Buda e todas divindades possíveis. Isso não aumentou nem diminuiu a credibilidade deles. Se todos os seguidores de religião fossem fazer uma “caça as bruxas” com certeza o Millôr, Jaguar, Angeli, Laerte, Adão e vários outros estariam fodidos.

 

Apesar de que censura religiosa não é uma coisa inventada pelos muçulmanos. Desde a idade média os cristãos escondiam ou destruíam livros que contrariassem a doutrina papal. A Record, de propriedade da Igreja Univer$al, costuma censurar nas novelas qualquer referência á religiões de origem afro. A Igreja Católica também faz de tudo para encobrir os casos de pedofilia entre os seus padres. Na China e Tibet as referências ao Dalai Lama são apagadas radicalmente. E a polêmica contra o filme “A Última Tentação de Cristo”? Parece que a religião ama as palavras, mas só a que lhe convém.

 

Como já brilhantemente falado pelo cineasta Kevin Smith no filme “Dogma”: “Deus deve ter muito humor, caso contrário não teria criado o ornitorrinco”.

 

Cheers

 

Hank

 


Filme do dia: “Dogma” de Kevin Smith. O filme é bem legal, apesar de ser esculhambado pela igreja. Ele quase foi linchado quando colocou a Alanis Morrisset para fazer o papel de ninguém mais que Deus. Imagina o que fariam se ela fizesse o papel de Maomé? He, he, he.




- Postado por: Hank às 19h42
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank