} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


Fishnet Stockings

Eu li no weblog do Pedro Dória, no “No Mínimo” (um dos meus sites prediletos) a respeito do lançamento de uma cine-biografia de Bettie Page. O nome dela para muita gente pode passar batido, principalmente para os mais novos, mas Bettie tem uma importância  enorme. Ela nos anos 50 era a “gostosa-mor”, a rainhas das pin-ups, a razão dos seus avós terem as palmas das mãos cabeludas, he, he, he.

 

Ela tinha um sex-apeal  inacreditável. Não tem similar nos dias de hoje, onde  uma mulher vira símbolo sexual por uma semana, um mês, dois, até aparecer a próxima gostosa. Ela dominou uma década, com suas fotos, bastante ousadas, para a época. Seus trabalhos de biquini apareceram em tudo quanto é canto. Era a “top model” da época, ela tirou ousadas fotos de bondage em uma época que a repressão sexual era violenta. O “santo” Hugh Hefner (criador da Playboy), rapidamente a colocou sob sua proteção (de bobo esse cara não tem nada). Ela fez várias fotos nuas, mas nada de conteúdo explícito, são fotos maravilhosas. Ela “pendurou o biquini” no fim de 1958, converteu-se a uma religião idiota e deixou todo mundo na saudade.

 

Muitos tempo depois, nos anos 80, algumas fotos antigas foram reimpressas e o criador do gibi Rockeeter fez uma série de desenhos de pin-ups, e com destaque Bettie novamente. A época não poderia ser mais propícia. Havia no ar um renascimento da cultura dos anos 50. O Stray Cats começava a despontar, trazendo junto várias bandas de Rockabilly e com isso a moda, com os topetes e saias rodadas, com os carrões e motos Harley e Norton e logicamente as pin-ups.

 

Se antigamente as pin-ups eram amadas pelos homens e odiadas pelas mulheres, hoje o jogo virou. Após o revival as mulheres acham aquelas imagens vintages excitantes, sexys e rola uma identificação com as personagens. As pin-ups são sexys e ao mesmo tempo tem ares de uma inocência que não encontramos mais nas modelos atuais. Basta ver a quantidade de blogs de mulheres que tem pin-ups nos seus templates, para ver o tamanho da influência.

 

Freqüentei por alguns anos o “circuito rockabilly”. Alguns amigos tocavam em uma banda do estilo e de vez em quando eu subia ao palco para tocar “Louie Louie”. Era um bocado divertido. Assistia maravilhado aquele pessoal dançar. Os caras com seus casacos de couro preto, camisetas brancas, topetes gigantescos e as garotas de rabo de cavalo ou chanel, vestidas com saias compridas que conforme giravam no ritmo da dança, levantavam e mostravam belas pernas.

 

Eu nunca me “dei bem” com esses covers de Bettie Page’s. Eu era cabeludo, usava calça rasgada nos joelhos e camiseta preta, e além de tudo nunca consegui dançar sem parecer um pato com a perna quebrada. Era um verdadeiro peixe-fora-d’água, mas ainda assim curtia muito. Sentia-me como se tivesse caído no “Túnel do Tempo” ou estivesse caído como o personagem de “A Rosa Púrpura do Cairo” no meio do filme “Grease”.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia: “Fishnet Stockings” do Stray Cats.




- Postado por: Hank às 20h38
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Call Any Vegetables

Alguns dias atrás eu fui numa reunião na casa de meu irmão com uma amiga, logo apareceram mais um pessoal e logo estávamos em sete pessoas na casa, discutindo música, política, Cheech & Chong e bebendo litros e litros de cerveja. A noite deu fome e resolvemos pedir umas pizzas. Foi quando nos tocamos que tirando eu e meu irmão todos os outros eram vegetarianos.

 

Antigamente achar uma pessoa que não comia carne era a coisa mais difícil do mundo. Era sempre um chato, que no meio do churrasco aparecia com uma maldita salsicha de soja “sabor chuchu”, para ser colocada na grelha. Silenciosamente os “comedores de capim” como eu os apelidei, foram se multiplicando e hoje é normal fazer churrascos com peixes, berinjelas, queijos, etc.

 

Eu não sou um “carnívoro militante”. Como meu pedaço de picanha e ainda roubo um pedaço do peixe dos “comedores de capim”, he, he, he. Só que não consigo me ver desistindo definitivamente de comer carne. Um dia saí de casa, atravessei a cidade só pra ir á um jogo de futebol, mas o que eu queria mesmo era comer o maravilhoso sanduba de pernil da porta de estádio. Que delícia!

 

É curioso o porquê, das pessoas pararem de comer carne. Conheço o tipo que parou por causa da saúde, por acharem que vegetais são mais saudáveis, por isso tiraram do cardápio a carne vermelha, mas continuam comendo carne branca e peixes. Outros viram xiitas e tiraram qualquer tipo de carne, até peixes, do cardápio. Outros pararam por acharem sacanagem matarem os bichos. Ou seja, tem maluco pra todos os gostos.

 

Aqui no Brasil, por causa da abundância de carne, nós vivemos numa “sociedade churrascal”. Qualquer evento pode não acabar em pizza, mas com certeza acabará com um boi no espeto. Nasce o filho: Faz-se um churrasco pra comemorar. Faz aniversário: Churrasco. Jogo de futebol: Churrasco pra acompanhar. Quando morreu um amigo-irmão a gente fez um “churrasco de sétimo dia” pra homenageá-lo.

 

Vendo assim os churrascos são diretamente responsáveis pela socialização dos brasileiros. Você aceitaria ir á um convite para ir assistir um jogo da copa do mundo com cardápio de salada de tofú, bolinho de arroz integral e suco de acerola? O maior problema de alguns “comedores de capim” é que querem obrigar você a aceitar a visão deles. Se você dá uma dentada num hambúrguer, já começam a dar sermão. Por isso muita gente quando vê um vegetariano, já pensa: “Lá vem um chato”, he, he, he.

 

Ao ver o sacrifício de milhares de animais devido á febre aftosa, me deixou de estômago embrulhado. Esse genocídio bovino sim que é um desperdício, pois nenhum daqueles bois irá parar na minha grelha, sob forma de bife. Eu acho que junto com os bois deveriam ser sacrificados o Ministro da Agricultura, que foi um incapaz por deixar essa doença de alastrar e um barbudo-desgraçado-sem-dedo que por sua inabilidade de governar está causando uma crise no setor. Vou ter grande prazer em fazer um churrasco no dia primeiro de janeiro, para comemorar o desemprego desse palhaço.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia: “Call Any Vegetables” do Frank Zappa.



- Postado por: Hank às 19h08
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Where Have All the Cowboys Gone?

Eu não agüento mais ouvir falarem sobre o filme “O Segredo de Brokeback Mountain”. Essa história de cowboy boiola já torrou o saco. É uma babação de ovo em cima dessa porra que tá muito “over”. Até agora não vi o filme e não tenho o menor interesse de ver. Querem me empurrar pela goela que ver dois caipiras barbados tocando beijos é a coisa mais legal do mundo. Pode ser pra eles, pra mim não é.

 

Os cowboys sempre foram o símbolo da masculinidade, apesar de vários atores do gênero serem baitolas, os personagens não eram. John Wayne é para o bang bang o que os Beatles é pra música pop. Você conseguiria ouvir uma versão de “Let it Be” em ritmo de axé ou “Yesterday” como pagode? Então me diga o porquê tenho que achar normal ver um cowboy querendo dar o rabo. Não rola.

 

Imagine a próxima safra de filmes, já que tudo que faz sucesso é capengamente imitado:

 

“Pegando com Força” – Um quaterback do Miami Dolphins vive um tórrido caso de amor com um jogador de defesa do Dallas Cowboys. O amor deles corre risco ao encontrarem-se de lados opostos numa final do Super Bowl.

 

“Morda-me com Ternura” – Um Lobisomem (ou Lobisgay) apaixona-se pelo Jason de Sexta-Feira XIII. Após cada relação sexual o ser meio-lobo-meio-viado mata seu amado, que ressuscita no dia seguinte e tem que ser reconquistado novamente.

 

“Romeu & Romildo” – Adaptação do romance de Shakespeare onde o Romeu apaixona-se pelo cabeleireiro gay da Julieta.

 

“O Anel Perdido de Frodo” – Nesse episódio da saga de Tolkien, Sam declara seu amor á Frodo que é correspondido plenamente. Ai graças á uma poção lubrificante criada pelo Mago e Bicha-Velha Gandalf, Frodo perde definitivamente seu “anel de couro”.

 

“Harry Potter e a Vara Mágica” – Durante uma noite no castelo de Hogwarts, Rony descobre uma mágica que faz sua “varinha” crescer. Potter como um verdadeiro especialista em varinhas entrega-se de corpo, alma e boca, para investigar as mágicas da varinha do amigo.

 

“Star Wars – Sexo nas Estrelas” – Nesse episódio descobre-se que Chewbaca e Han Solo na verdade não são amigos e sim amantes, Chewbaca era escravo sexual do piloto. Solo havia cortado a língua do amante para evitar que ele revelasse a verdade universo afora. Por isso ele grunhia daquele jeito.

 

O Poderoso Cafetão - Um primo distante da família Corlleone assume os negócios da família e dedica-se principalmente a exploração de prostíbulos gays, freqüentados por políticos de um país sul-americano.

 

O Código Dá Vinte – Um pesquisador tenta descobrir o código da vida eterna, escrito nas pregas do rabo de um seguidor da Opus Dei e Dei Gostoso. Descobre então a razão do sorriso da Mona Lisa.

 

Aguardem num cinema gay próximo de vocês,

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia “Where Have All the Cowboys Gone?” da Paula Cole. A ex-backing vocals do Peter Gabriel lançou alguns discos solos e essa música do segundo CD é um pop de muito bom gosto.




- Postado por: Hank às 23h42
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Mulheres

Nesse dia oito de março comemora-se o dia internacional da mulher. Acho isso uma coisa absolutamente estúpida e dispensável, já que não é preciso de uma data no calendário para que os homens pensem em mulher. Duvido que passe um dia na vida em que um homem hetero não pense nisso. Mulher é uma coisa maravilhosa mesmo. E o melhor é que existem mulheres para todos os gostos imagináveis.

 

Existem mulheres que são companheiras de bar, aquelas que você pede uma terceira cerveja e não te olham como se você fosse virar um serial killer. São garotas que sabem desfrutar da bebida. Onde colarinho do chopp substitui temporariamente o batom, só para elas sensualmente passarem a língua nos lábios, os tornando irresistíveis.

 

Existem as mulheres vagabundas, que trocam de parceiros mais vezes do que trocam de calcinha, mas essas são perfeitas para seus equivalentes masculinos, onde um relacionamento rápido e superficial é o ideal. Uma paixão eterna de uma noite. Assim como as putas que por algumas horas fazem os homens se sentirem amados e queridos, mesmo que não tenham ninguém para conversar quando chegarem em casa.

 

Mulheres que te conquistam pela voz, por um olhar, por uma frase, por um gesto. Mulheres marcantes que em menos de cinco minutos você já faz planos para sua bodas de ouro do lado dela. Cinco minutos do lado delas são como cinco meses de prazer.

 

A única hora que homem não pensava em mulher era durante o futebol. Até que colocaram uma bandeirinha gostosa. Aí é muito difícil prestar atenção no Edcarlos ou no Marinho.

 

Tem mulheres que te conquistam pela sensualidade, onde um cruzar de pernas, um decote mais revelador, nos faz imaginar, usar a cabeça, suar frio, perder a noção das coisas e do ridículo. Quantas vezes aconteceu de darmos um tropeção, cair em um buraco ou bater em um poste por darmos mais atenção ao belo par de pernas numa micro-saia do que ao caminho.

 

Mulheres que invadem os nossos programas de TV, filmes e comerciais, onde nos transportam para um universo irreal e inexistente, onde a única coisa real é a sensação de êxtase nosso perante tanta beleza.

 

E aquelas que você pensa uma coisa e ela pensa exatamente o mesmo? Você vai numa livraria pensando em um livro e quando vê lá está ela com o mesmo nas mãos! Pensa numa música e ela começa a cantá-la. Fala de um filme e ela tem a trilha sonora.

 

Existem aquelas mulheres amigas, que você sabe que sempre estarão do seu lado, que te apóiam, criticam na hora certa, lhe tiram o copo quando bebeu demais, dividem o envelopinho de Engov, gravam o CD que você queria, te emprestam livros, tiram sarro quando seu time perde, vão ao banheiro com sua namorada, paparicam seu cachorro, chamam você pra comer na casa delas, trazem limão pra você fazer a caipirinha, num relacionamento perfeito em que não existe nenhum envolvimento sexual envolvido.

 

E aquelas party-girls? Mulheres com mais pique que o coelhinho da Duracell. Trabalham com loucas, cuidam da casa, namorado, maridos, cachorros, gatos, papagaios e ainda conseguem sair pra festas cinco dias da semana e acordar cedo no dia seguinte com bom humor.

 

Por causa disso eu acho que é uma bobeira pensar que existe apenas um dia para se pensar nas mulheres.

 

Dedico esse post á todas as mulheres da minha vida, em especial nessa semana á três delas: A Nanda que faz aniversário essa semana e minhas “irmãs pretas” a Daniela (também aniversariante) e a Chinha (Que deu sinal de vida depois de anos no sertão, he, he, he)

 

Cheers

 

Hank


 Indicação do dia: “Mulheres”, romance de Charles Bukowski.




- Postado por: Hank às 05h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Madness

Eu sou literalmente perseguido por uma lunática a mais de 20 anos. É uma coisa bizarra e muito desagradável. O fato é que uma louca, com quem eu nunca sequer dei um beijo no rosto, cismou comigo e começou a me torrar a paciência. Por causa dela eu mudei de número de telefone duas vezes e não coloco fotos minhas no orkut. Só pra ela não descobrir minha aparência atual.

 

É curioso como tem gente louca no mundo e principalmente na internet. Estava falando ontem com um colega da blogsfera e ele me contou sobre uma lunática que mandou sem razão alguma um e-mail falando as maiores ofensas gratuitas imagináveis. Sem mais nem menos.

 

Tem gente muito idiota mesmo. Fica lendo um blog todo dia mais de um ano pra chegar e falar que o cara não presta. Se eu não gosto do que a pessoa escreve, eu não chego nem no meio do primeiro post e nunca mais volto. Não tenho paciência de ler algo que já sei que não vou gostar, nem tenho tempo pra ir aos blogs que gosto, quanto mais nos que eu não gosto...

 

Uma vez eu fiz um post onde falava que em um churrasco minhas amigas ficavam falando sobre cabeleireiros e penteados e os homens sobre futebol, isso tudo em um dia de parada gay.  Ai uma bichola meteu a boca em mim, me chamando de preconceituoso, que eu não sabia escrever, que eu era um estúpido, etc. Em seguida eu escrevi um post soft e um moleque me chamou de viado. Um dia eu era um skynhead e no outro uma drag queen, He, he, he.

 

Ultimamente faz um tempão que ninguém aparece aqui pra me esculhambar. Talvez seja porque eu costumo responder todos os comentários e se a pessoa é um pouco mal educada eu sou muito por he, he, he. Pode me xingar á vontade, só que agüenta o tranco depois...

 

Eu já fui crítico musical, escrevia para vários sites brasileiros e estrangeiros. Acostumei a levar porrada. Experimente escrever algo ruim sobre alguma banda de Heavy Metal. Uma vez fiz uma crítica de um disco do Ozzy que falei que era muito fraco. Recebi um tsunami de e-mails malcriados há, há, há. Isso eu sendo fã do Ozzy, e ter todos os discos do cara e até ter ajudado a colocá-lo completamente bêbado dentro de um carro em 85.

 

Se eu não concordo com um post ou matéria eu normalmente paro de ler, se comento eu parto para o confronto de idéias, mas partir pro lado pessoal é muito ridículo. A partir do momento que se apela você perde a razão. Mas eu não sou santo não. Se alguém fizer um comentário defendendo racismo, por exemplo, já chuto o pau da barraca mesmo.

 

Eu não escrevo para os outros, escrevo única e exclusivamente pensando em mim. Nunca escrevi uma linha sequer de algo que não gostasse só pra agradar alguém ou ser popular. Por isso mesmo eu não tenho 40 comentários por post. Se eu colocasse um monte de frases do Paulo Coelho, citasse músicas da Ivete Sangalo ou comentasse o paredão do BBB, com certeza minha audiência quadruplicaria, mas não to nem aí. Melhor ter meia dúzia de leitores inteligentes do que 35 idiotas. Raça humana é foda...

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Madness”, banda britânica que fez muito sucesso nos anos 80 com a música “Our House”. Acho um pop bem agradável.




- Postado por: Hank às 19h39
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Big Money

Ninguém ganhou o prêmio da Mega Sena. Isso quer dizer que nem uma pessoa no país todo teve a sensação de em plena quarta-feira de cinzas, conferir o bilhete, olhar na cara do seu patrão mandá-lo tomar no cu e começar de novo o carnaval. Deve ser uma coisa muito boa de se fazer, só que dessa vez ninguém teve esse prazer.

 

Ganhar na loteria é um sonho de 11 em cada 10 seres humanos. Uma grana preta para resolver a vida, sem o menor esforço. Quem nunca se pegou fazendo planos mirabolantes sobre como gastar a dinheirama? Eu também tenho meus planinhos.

 

A primeira coisa que faria seria resolver a situação financeira de alguns amigos. Eu os contrataria para meus “personal drunkers” que seria o seguinte: Eu daria um bom salário mensal pra eles, mas se eu quisesse companhia para beber eu enviaria uma mensagem e eles compareceriam na minha casa com muita cerveja gelada e ficaríamos bebendo até não agüentar mais.

 

Compraria um camarote no Morumbi, onde poderia acompanhar os jogos do Campeão Mundial com o maior conforto, sem precisar me matar para conseguir ingressos. Compraria o passe do Edcarlos e gratuitamente o cederia para algum time do Cazaquistão, de onde ele não sairia de lá pelos próximos 30 anos.

 

Compraria um horário de duas horas semanais em uma rádio e empurraria pela goela abaixo um programa bem radical, onde eu esculhambaria essas coisas ridículas que tocam no resto da programação. Eu levaria um monte de processos das gravadoras e dos “artistas”, mas teria grana pra me safar mesmo, he, he, he.

 

Abriria um selo musical e uma editora. Assim eu daria uma chance para gente que não tem bunda boa nem peito siliconado gravar um CD e pra quem não participou nunca do TV Fama a publicar um livro.

 

Enquanto muita gente financia pesquisas para combater a gripe do frango, aids ou câncer, eu insistiria em pesquisas para um remédio eficaz para combater a ressaca. Esse mal que causa literalmente muita dor de cabeça.

 

Abriria um puteiro para animais de estimação. O que mais vejo são donos de animais de estimação no cio sem ter com quem cruzarem. Arrumaria então uma cachorrada bem afoita para satisfazer os desejos caninos e seria o um cafetão animal.

 

Organizaria um encontro no Maracanã com os representantes das maiores torcidas organizadas, os pastores evangélicos, padres pedófilos, neonazistas, grupos homossexuais, filiados a partidos políticos, programadores de rádio e televisão, gente CUltas, participantes de reality shows, Caetano Veloso, Lula, Serra e quaisquer políticos que tenham recebido um voto na vida. Daria armas pra cada um e mandassem se matar até só sobrar uma única pessoa, que seria perdoada dos seus crimes (essa regra não valeria para o Caetano Veloso). He, he, he.

 

E lá vou eu comprar meu bilhetinho.

 

Cheers,

 

Hank

 


Som do dia: “Big Money” do Rush.




- Postado por: Hank às 19h17
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank