} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


Dance The Night Away

Era começo de 1983, minha experiência de shows ao vivo de rock era completamente inexistente, pois por uma tremenda marcação havia perdido o show do Queen em 81 e nenhuma banda decente queria tocar aqui no Brasil na época. Um dia eu estava vendo TV e vi um comercial: “Show do Van Halen em São Paulo”. Fiquei espantado, pois a banda estava no auge da carreira, havia acabado de lançar um disco, o “Diver Down” e sem mais nem menos resolveram aparecer por aqui.

 

No primeiro dia que começaram as vendas fui com alguns amigos para comprar o ingresso no Ginásio do Ibirapuera. Ao contrário do que acontece hoje onde os babacas acampam na porta bilheteria, não tinha viva alma no ginásio. Cheguei meio sem jeito, e pedi: “Tem ingresso pro Van Halen?” “Tem sim, quantos?” Aí meu amigo Caio (e companheiro de blog no Barzabum) pulou em cima de mim berrando: “Deixa eu ver isso!!!” babando em cima do meu ingresso. A gente nem acreditava naquilo. A não ser que fosse um 171 muito bem feito, aparentemente iria ter show do Van Halen. Eles iriam se apresentar nos dias 21 e 22 de janeiro, sexta e sábado, então como tínhamos pouca grana escolhemos ir ao show de sábado.

 

Chegou o dia, chegamos cedo e fomos lá pra pista para ficar bem perto do show. A banda teve alguns problemas com o P. A., já que eles haviam trazido umas caixas para serem penduradas na estrutura do ginásio, mas quando eles viram que o troço era muito capenga eles desistiram de usá-las, com isso a qualidade do som ficou um pouco prejudicado, mas pra quem nunca tinha visto nada parecido, foda-se. Quem se fodeu mais foi o “Patrulha do Espaço”, banda de abertura, que desempenhou muito bem.

 

Quando o Van Halen entrou foi uma loucura, um puta empurra-empurra na frente do palco. O David Lee Roth com um roupão amarelo e preto parecia um alucinado, muito carismático e do outro lado Eddie Van Halen, o guitarrista mais influente depois de Hendrix, passando deslizando no chão a menos de cinco metros de onde eu estava. O show foi sensacional. Tocaram “Unchained”, “Runnin' With The Devil”, “Jamie's Cryin'”, “Beer Drinkers & Hell Raisers”, “Mean Street’, “Dance The Night Away”, “Somebody Get Me A Doctor”, “Ain't Talkin' 'Bout Love”, “You Really Got Me” e várias outras músicas. Tocaram também “Happy Trails”, com os quarto abraçados bem na nossa frente. Foi simplesmente inesquecível.

 

No domingo teve um show extra, mas não tínhamos grana. Eu, Caio e o Piu fomos para o ginásio e tentamos até subornar o sorveteiro para deixar a gente entrar pela porta dos fundos, mas não rolou. Só que assim que o Patrulha saiu do palco veio a notícia que a banda havia mandado abrir os portões pra quem estava do lado de fora. Assim sendo entramos correndo e assistimos mais um show fantástico. De quebra ainda consegui pegar uma palheta do Michael Anthony, o baixista.

 

Nesse fim de semana o David Lee Roth vai estar se apresentando em um festival aqui em SP. Hoje eu vou ao show mas sei que não será tão legal quanto foi o anterior, pois a imagem do Van Halen de 23 anos atrás está fixa como uma tatuagem no meu cérebro e qualquer comparação iria ser desfavorável. Sabe como é...perder o cabaço musical é insquecível...

 

Quem quer ter uma idéia de quem é o David Lee Roth, visite o BARZABUM

 

.

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Dance The Night Away” – Clássico do Van Halen.




- Postado por: Hank às 07h42
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Sin City

Vi uma matéria do dia das crianças sobre o hábito das crianças de fazerem coleções. Eu quando era garoto era viciado em gibis e tinha uma coleção bastante respeitável. Tudo começou quando minha mãe me deu o primeiro número da revistinha da Mônica, que havia acabado de sair. Eu lia as tirinhas que saiam no jornal de domingo, mas historinhas inteiras eram inéditas para mim, já que estava aprendendo a ler na época. Isso era em 1970, e a leitura de gibis influenciou definitivamente meu gosto pela leitura. Eu juntava os gibis em uma caixa de TV abandonada e depois de uns anos eu tinha centenas de revistas, que se minha mãe não tivesse jogado tudo no lixo depois de uma reprovação escolar eu teria uma pequena fortuna.

 

Eu adorava os gibis de heróis e o Homem-Aranha era o meu preferido. Eu achava que o Super-Homem era o super-fodão demais e o Peter Parker era mais humano, um cara como os outros então eu tinha mais identificação com ele. Eu ficava o dia inteiro tentando desenhá-lo e escrever umas historinhas. Essa é uma das razões de ter tatoo do Spider-Man, justamente como uma homenagem ao cara que me acompanhou numa época bem legal da minha vida.

 

Mais tarde eu comecei a ler “Mortadelo e Salaminho”, “Asterix” e uma revista que teve grande influência sobre mim, que foi “Mad”. Ela era uma revista diferente, falava de política, humor negro, sátiras de filmes famosos, etc. Minha mãe tinha dúvidas se eu devia lê-la, mas mesmo assim eu nem dava bola. Mad teve uma fase muito boa , curtia Spy X Spy e Sergio Aragonés (que mais tarde desenhou “Groo” uma das melhores tirações de sarro sobre Conan).

 

Já que o estrago já estava feito com o “Mad”, um belo dia me caiu em mãos o “Fradim” do Henfil. PQP, como aquilo É engraçado (digo no presente, porque para fazer a montagem acima eu peguei um exemplar que eu ainda tenho e ao relê-lo quase tive um troço de tanto rir). Henfil era um gênio, fico imaginando o que ele faria nesse conturbado momento político.

 

Nunca deixei de ler gibis, de vez em quando ainda dou uma espiada pra ver o que rola por aí. Eu curto bastante os quadrinhos alternativos do “Crumb” (que ilustrou algumas coisas para o Bukowski) e o fantástico trio “Freak Brothers” do Gilbert Shelton. Os personagens mais maconheiros já desenhados no mundo, há, há, há. Nos anos 80 então li muito “Chiclete com Banana” do Angeli, com os seus personagens como a Rê Bordosa e o Bob Cuspe (Vou assistir Wood & Stock – Sexo, Orégano e Rock’n Roll esse fim de semana sem falta).

 

Como minhas revistas favoritas, uma eu considero uma obra de arte, como o que melhor já foi feito em matéria de quadrinhos que é a revista “Heavy Metal”, que traz sempre alguns artistas consagrados e outras promessas, em várias vertentes de quadrinhos. Infelizmente a edição nacional durou menos de dois anos, mas a americana está de vento em popa.

 

Como “Gibi de Cabeceira” eu colocaria “Watchman” do Alan Moore & Dave Gibbons. Quando li a série pela primeira vez foi como uma tijolada no peito. Uma história bem complexa que toda hora alguém pensa em transformá-la em filme, mas desistem por causa das dificuldades de adaptação. Outro gênio é o Frank Miller que já nos presenteou com o “Cavaleiro das Trevas” que simplesmente mudou a concepção do Batman e “Sin City” que virou a mais fiel adaptação de quadrinhos para as telas que já vi.

 

Agradeço aos quadrinhos que mudaram minha forma de perceber as coisas e que me deram gosto para que pudesse ler qualquer tipo de literatura. Valeu Spider-Man.

 

Cheers,

 

Hank

 


Indicação do dia: “Sin City” Leia os quadrinhos e assista ao filme, ambos são excelentes. (E a música do AC/DC também há, há, há)




- Postado por: Hank às 10h09
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Elected

Ontem assisti ao debate entre o Lula e o Alckimin o que me serviu para constatar que se levarmos em conta que ambos são pessoas respeitados em âmbito nacional, ambos tem um eleitorado forte por trás e são de partidos de grande representação e conseqüentemente, de uma relativa credibilidade os dois deveriam sair do estúdio em um camburão.

 

O Alckimin pegou pesado e jogou o Lula na lama mostrando que ele é um incompetente e conivente com a corrupção. O Lula mostrou também que o governo do Alckimin também ta cheio de coisas estranhas e que este também tem um telhado de vidro grande. Ou seja, se formos levar o debate friamente a sério, ambos não merecem votos pra síndico do seu prédio, quanto mais para comandarem uma nação.

 

Não acredito que algum petista vá mudar o voto por causa disso. Pedir para um petista pensar nas falcatruas de seus “ídolos” é como falar para um corintiano torcer para o Palmeiras ser campeão. O petista parece aquele cara que arruma uma garota pela internet, ela fala que é linda, rica, boa de cama e inteligente. Aí o cara vai conhecer e ela é um trubufú , burra, gosta de pagode, não tem um tostão furado e só sabe o “papai e mamãe”. Só que nosso herói hipnotizado por aquela imagem que criou, acha lindo quando ela fala de seus “pobremas” e finge não ver quando ela rouba seu relógio e os objetos da casa. Se algum amigo tentar alertá-lo ele sai na porrada e diz que sua “”fofinha” (157 kg de massa adiposa) era virgem antes de conhecê-lo e que os três abortos anteriores foram obra do espírito santo.

 

O eleitor do PSDB então é ótimo para apontar os defeitos dos outros só que sofre de uma aminésia digna dos piores telefilmes e novelas. Um ótimo candidato se fosse brasileiro, seria aquele pianista desmemoriado que acharam na Europa no ano passado. O eleitor do Alckimin pensa como aquele cara que enche a cara e pega sempre a mulher mais feia do bar, depois das 5 da manhã, aí no dia seguinte fala pros amigos “não lembro do que fiz”, “Euuuuuu???? Nuncaaaaaa. Acha que eu ia ficar com a baranga da Cleonice Cristina?”. Aí no dia seguinte ele ta lá no boteco pedindo whisky WAT 69, falando que é um Black Label, e pronto pra encarar a próxima mocréia.

 

Os eleitores dos outros partidos são cômicos. Quer coisa mais engraçada do que os caras do PSOL? Eles são contra absolutamente tudo. Se eles conquistarem um cargo de mandatários possivelmente eles vão querer revogar a lei da gravidade.

 

E os caras que votaram do Clodovil? Vocês se lembram daquelas crianças que nasceram acéfalas em Cubatão duas décadas atrás? Pois é. Elas sobreviveram e são em maior número que imaginávamos: Exatamente 493.951 pessoas, totalmente desprovidas de qualquer massa encefálica. Devem ter votado naquele Cacareco Cor de Rosa porque nunca vão poder dizer que ele tem o rabo preso, isso nunca.

 

Cheers,

 

Hank

 

 


Som do dia: “Elected” do Alice Cooper. Nesse candidato eu voto.




- Postado por: Hank às 18h52
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




It's Showtime

Sabadão é dia de Hank's TV no Barzabum.

Hoje com três gênios criativos.

 

Cheers

 

Hank




- Postado por: Hank às 06h38
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Why Does It Hurt When I Pee?

Todo ano nessa época sai a premiação do Prêmio Nobel, onde as melhores “cabeças pensantes” do planeta são premiadas com uma voluptuosa soma de dinheiro. Só que na mesma época é entregue o Prêmio IG NOBEL, para os inventos e pesquisas mais estapafúrdias do planeta. Os prêmios são entregues por ganhadores do Nobel em uma cerimônia em Cambridge, Massachussets e o público reagem aos discursos dos vencedores (de um minuto de duração, rigorosamente controlados por uma garotinha de 8 anos) jogando aviões de papel no palco, que são varridos a mais de dez anos por Roy Glauber, professor de Harvard e ganhador do Nobel de física do ano passado.

 

O grande vencedor do Ig Nobel da Paz foi Howard Stapleton, que inventou um fantástico repelente de adolescentes. Ele descobriu que existe uma freqüência que apenas pessoas com menos de 20 anos conseguem escutar, então criou um aparelho que faz um barulho irritante que não pode ser ouvido por adultos. Criou também um ringtone de celular nessa freqüência, para a molecada usar celular na aula sem que os professores percebam. Por contribuir tanto para a convergência de gerações Stapleton foi aclamado o vencedor. Gostaria muito de arrumar alguns aparelhos desses e instalá-los nos sistemas de alto-falantes do Morumbi e Maracanã no show do RBD, há, há, há.

 

Francis Fersmire descobriu um tratamento eficaz contra os soluços, massageando o reto, e faturou o prêmio de medicina (Deve ser por isso que nunca vi uma drag queen soluçando). Ivan R. Schwab ganhou o prêmio de Ornitologia, por descobrir que apesar dos pica-paus martelarem a cabeça o dia inteiro nas árvores, não sofrem de dor de cabeça. O prêmio sobre acústica ganhou um estudo sobre a causa que as pessoas não suportam o barulho de unhas arranhando um quadro negro.

 

O vencedor do Ig Nobel de biologia foi para uns malucos que descobriram que a fêmea do mosquito da malária é atraída pelo cheiro de queijo limburguer e por chulé humano (Sempre achei que alguns queijos tinham cheiro de chulé, agora veio a comprovação).

 

O IG Nobel da física foi para uns franceses que desvendaram o porquê que quando se quebra um espaguete seco ele se parte em mais de dois pedaços. Como eu pude viver tanto tempo sem saber de uma coisa tão importante? Eu, como descendente de italianos, já sou xiita e ESPAGUETE NÃO SE QUEBRA NUNCA!

 

Eu acho que deveria ter uma indicação para aquele petista pela incrível pesquisa de quantos dólares cabem em uma cueca. Deveria ter uma pesquisa sobre se o Maluf rouba, mas faz ou faz porque rouba. Outra sobre a capacidade do brasileiro ter amnésia eleitoral e esquecer dos roubos praticados pelos candidatos. Vamos aguardar 2007....quem sabe....

 

Cheers

 

Hank

 


Som do dia: “Why Does It Hurt When I Pee?”  - Clássico absoluto do Frank Zappa. Com uma de suas melhores letras com uma grande questão que mereceria o prêmio Ig Nobel.




- Postado por: Hank às 20h25
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Out of This World

Fui cumprir meu dever de otário no último domingo. A razão do local de votação ser chamado de ZONA eleitoral não é coincidência, pois tanto lá como numa “casa de meretrício” alguém leva na bunda. Nesse caso infelizmente somos sempre nós, pobres eleitores.

 

Eu fui caminhando na direção do colégio que voto olhando para o chão, vendo o monte de “santinhos” espalhados pelo chão, emporcalhando cada vez mais a já suja calçada da poluída metrópole em que vivo. Achei curioso que uma grande parte era de um candidato do “Partido Verde”, que teoricamente devia ser mais preocupado com o meio ambiente. Ta bom né? Conta outra....

 

Uma coisa que nunca falha é que você sempre encontra alguma pessoa conhecida. É impossível votar incógnito. Dessa vez dei sorte, pois encontrei um amigo santista e batemos um papo rápido sobre futebol e sobre uma festa no dia anterior. Geralmente encontro uns malas sem alça, que fico o ano inteiro fugindo e na hora “H” trombo no corredor.

 

Mas meu encontro mais surpreendente foi na saída. Depois de anular meu voto, saia despreocupadamente do colégio e ouvi uma voz do meu lado dirigindo-se á um senhor que estava saindo de carro. A pessoa a que me refiro é o equivalente nacional ao Monstro de Lochness ou ao Pé Grande do Himalaia. É aquele ser que tem gente que fala que já viu, mas ninguém mostra uma foto ou vídeo provando a existência. O ser a que me refiro era de uma pesquisadora do IBOPE!!!.

 

É verdade meus amigos, eles existem. E eu nem estava bêbado ainda (coisa que foi reparada umas horas mais tarde). Eles se parecem com serem humanos normais, falam a nossa língua, e nesse caso tinha até um belo par de seios e um rosto bem agradável.

 

Fiquei paralisado. Encostei-me no muro e fiquei vendo a pesquisadora conversar com o cara. Ela queria saber em quem ele havia votado. Fez outra meia dúzia de perguntas e saiu fora. Quase que eu fui atrás dela pra pedir para ser pesquisado. Aí quando alguém falasse aquele velho bordão: “Você conhece alguém que foi entrevistado em pesquisa eleitoral?” Eu poderia falar “Eu fui” He, he, he.

 

Agora que eu já vi uma pesquisadora do Ibope só me resta procurar outros seres raros, como o Saci, o Curupira ou a Mula-Sem-Cabeça.

 

Cheers

 

Hank


Som do dia: "Out of This World" do Marillion.




- Postado por: Hank às 18h57
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank