} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


Drink Whiskey and Shut Up

"Um repórter de rock é um jornalista que não sabe escrever, entrevistando gente que não sabe falar, para pessoas que não sabem ler"

Frank Zappa

 

O genial Zappa tinha uma inteligência bem acima da média e uma das suas maiores qualidades era seu pensamento rápido e o uso da ironia para avacalhar com seus adversários. Uma vez ele foi convocado para depor no Congresso Americanos sobre as letras de rock e seu depoimento foi uma das coisas mais engraçadas que li até hoje. Imaginem um cara esperto no meio de um bando de políticos estúpidos...(certas coisas nossos congressistas tem muito parecidos com os americanos).

 

Essa frase acima para mim é emblemática e eu a aplicaria para todo tipo de crítico, seja o de música, literatura, cinema, teatro, etc. E olha que eu já fui crítico musical e ainda devem ter umas dezenas de reviews meus em sites do mundo inteiro, mas ainda concordo com o Zappa, há, há, há.

 

A pior crítica musical é a que encontramos na “grande imprensa”. Em um jornal grande o pessoal manda o mesmo cara que critica o CD da Ivete Sangalo criticar o Cd do Racionais ou do Slayer. Não dá pra ter uma consistência, pois o gosto pessoal vai sempre dominar e se o cara não gosta de um estilo vai cair de pau. Isso é lógico se ele não estiver recebendo um jabá da gravadora, o que não é raro.

 

Normalmente o que procuro quando leio uma crítica de um CD é saber quantas faixas tem, em comparação aos trabalhos anteriores se continua parecido ou seguiu para outra trilha, quem produziu, se tem um bom acabamento gráfico e ponto final. Mas isso eu nunca vejo em lugar algum, pois o que se encontra é uma longa lenga-lenga sobre a história da banda, as fofocas sobre quem come quem, qual a marca do gel que o vocalista usa e no último parágrafo o crítico sentencia se o disco é uma obra-prima ou um lixo. Normalmente é uma masturbação do crítico tentando se mostrar que é bem informado, que entende tudo sobre a banda, etc.

 

A crítica musical tem alguns vícios terríveis. Se um cara tem um nome consolidado tá ferrado. Li críticas péssimas sobre o último do “The Who”, o primeiro CD de inéditas em décadas. Se os caras fizeram discos como “Who is Next” ou “Tommy” então a crítica rejeita qualquer coisa que não seja uma obra-prima. Ouvi o CD e na primeira ouvida achei estranho, mas pouco depois, ouvindo com mais atenção achei que o CD é legal. Tem umas músicas chatas, mas em todos os cd’s do The Who sempre tinham umas duas músicas fracas, então acho que o CD tem o mesmo nível dos CD’s anteriores. Com o Paul McCartney acontece a mesma coisa com o novo CD “Memory Almost Full”, pois sempre tem um crítico querendo comparar o trabalho dele com Beatles....ô preguiça de ouvir música....

 

Críticos de cinema então são patéticos. Normalmente dão valor para um filme desfocado e chato de 5 horas falado em iraniano com legendas em francês dirigido por um travesti e interpretado por um camelo, aí fazem uma crítica como se o filme fosse a salvação do cinema, pois é claro que ninguém vai assistir essa bosta e ele fica como o “grande revelador”. Que mal tem de falar bem de um filme feito só pra diversão, pra comer pipoca e para passar a mão nos peitinhos da namorada? Isso pra mim é paranóia, há, há, há.

 

Por isso nunca dêem bola pra crítico algum. Não se baseiem para comprar um livro, CD ou assistir um filme no que algum babaca publicou num jornal, revista ou blog. O que vale é o crítico que está dentro de você o resto que se fodam...

 

 

Cheers,

 

 

Hank

 


Som do dia: “Drink Whiskey and Shut Up” do Brian Setzer.



- Postado por: Hank às 07h19
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Bodysnatchers

Muita gente mete a boca, ou me acha maluco por curtir filmes de terror B, com a maior parte dos personagens sendo zumbis, canibais ou lobisomens. Até aí não deixam de ter um fundinho de razão, pois é algo escatalógicamente nojento. Sei que achar diversão nesse tipo de filme é pra poucos, mas não estou nem aí. Agora se tem um filme que não tive a menor vontade de assistir, nem de graça quando estava disponível para download em alguns sites, foi o tão comentado “Tropa de Elite”. 

 

Acho que nosso cinema está sofrendo de uma “síndrome do Datena”. Foi criado um filão de filmes onde:

·        Deve ter pobres, favelas, algumas crianças para dar “mais emoção”

·        Violência gratuíta, muitos tiros e sangue

·        Palavrões de montão (para dar realismo)

·        Câmeras e cortes rápidos, uma linguagem de vídeoclip

·        Mensagem dúbia, onde nem sempre a polícia é o mocinho e nem sempre o bandido é o vilão

·        Deve-se ter sempre um ator conhecido, vindo de alguma novela.

 

Falam tanto na evolução do nosso cinema e o que eu vejo é que estamos fazendo o que o Chuck Norris ou Steven Seagal fazem a mais de 30 anos. Na boa, se for ver história de “policial justiceiro” eu prefiro assistir Dirty Harry com o Clint Eastwood, dirigido pelo competente Don Siegel.

 

E os caras adoram mandar esses abacaxis pra fora, para disputar festivais, prêmios, etc. Aliás só mandam essas coisas pros gringos assistirem. Depois ainda acham ruim quando algum americano ou europeu acha que todo mundo aqui vive numa favela, tem um rato de estimação e possuí um revolver debaixo do travesseiro. É essa a imagem que vendemos lá fora.

 

No bar que faço meu “happy hour” diário, tem uma maldita TV que fica ligada em um canal onde um apresentador idiota fica berrando contra as autoridades, mostrando crimes, enchentes, gente chorando seus mortos, cenas de crimes, etc. Uns babacas ficam na frente da TV como cachorros parados na frente das assadeiras de frango de padaria, balançando a cabeça e dizendo “ééééééééééé”, “isso é um absurdo mesmo”, ou outras frases “inteligentes”.

 

Concluo que a maioria dos brasileiros é sado masoquista. Adora sangue, violência, desgraças e miséria, logicamente não admitem, mas é a real, por causa da audiência desses programas.

 

Acho mais idiota quem fala: “É só a realidade do país”. Isso é de uma estupidez grotesca. É uma realidade de algumas pessoas, mas não da maioria das pessoas. A maioria dos brasileiros são pessoas honestas, que trabalham e algumas fazem coisas bastante relevantes, mas que não tem a exposição porque o que vende, o que dá audiência é a parte podre.

 

Por essas e outras, se curtiu “Tropa de Elite”, não me venham criticar “Planeta Terror” do Robert Rodriguez que acabou de entrar em cartaz. Morri de rir ao ver o crítico de um grande jornal metendo a boca no filme, que é divertidíssimo. Um grande filme B de terror (ou terrir). Prefiro mil vezes ver uma stripper com uma metralhadora implantada na perna matando zumbis do que cinco minutos de “BOPE’s”.

 

Cheers,

 

Hank


Som do dia: “Bodysnatchers” do novo do Radiohead.




- Postado por: Hank às 06h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




The Return of the Living Dead

Estava eu terça-feira assistindo um seriado na TV a cabo. O enredo era em torno de uma cara que ganhava a vida escrevendo, viciado em sexo e, por coincidência, chamado.....Hank. Sorri pensando: “Que legal, colocaram o David Duchovny pra me interpretar” Há, há, há, há. Tá certo, eu não ganho porra nenhuma pra escrever e as mulheres que o cara arruma são de outro planeta e as minhas são bem terráqueas, mas o que seria da ficção sem a liberdade poética, he, he, he.

 

Nesse meu tempo de exilo aconteceram  algumas coisas interessantes, como foi muito lembrado aqui nos comentários, o São Paulo Bi-Campeão Brasileiro (eu conto vitórias consecutivas) com quatro rodadas de antecipação. Nem precisa dizer que fiz de tudo para tornar a vida dos torcedores do Gambá, Porco e Sardinha um pouquinho mais desagradável.  Morri de rir com a choradeira do Flamengo por causa daquela “taça das bolinhas”. A diretoria do time carioca é risível e incompetente, pois se eles se acham os donos da taça, porque a devolveram em 92 quando conquistaram o quinto título? Agora vão chorar na cama que é lugar quente e passam o slogam do “Todo mundo tenta.....” pra cá, há, há, há.

 

No dia de finados eu fui à Zombie Walk, onde 600 zumbis tomaram a principal avenida de São Paulo, a Paulista, de assalto. Pra mim é a melhor balada do ano. Eu e meus colegas mortos-vivos quase matamos de susto alguns transeuntes. Teve cenas bizarras como um cara que perguntou pra um zumbi o porquê daquilo e o zumbi respondeu com ironia: “É contra o Lula” Há, há, há.  Pra quem não me conhece, pode finalmente ver uma foto minha aí em cima. (Não sou lindo de MORRER?)

 

Visitei a Comix, feira de quadrinhos, onde comprei um gibi que procurava há muito tempo, o “Maus” de Art Spiegelman. Essa feira é bem legal, mas deve-se ir com dinheiro contado e sem cartão de crédito, senão ta fodido.

 

Assisti alguns filmes de terror e alguns clássicos como “Fahrenheit 451” do Truffaut. Puta filmaço. Já tinha ouvido muito falar, principalmente do livro do Ray Bradbury, mas nunca havia assistido ao filme. Altamente recomendado. Fora isso o de sempre: Zumbis, canibais, lobisomens, mais zumbis e Rattattouille.

 

Eu morri de rir por causa de uma exposição de fotos de personalidades brasileiras no congresso. Uma das fotos, o do travesti Rogéria, está sendo censurada, colocaram um biombo, etc, etc. Nossos parlamentares se dizem chocados com a foto do traveco. Eu acho a exposição repugnante também. O problema é que uma criança vai lá e vê certas fotos e  pode se influenciar e começar a fazer merda.

 

Obviamente não me refiro á foto da bicha, que não me incomoda nem um pouco, mas ver fotos do Collor, Lula ou do ACM é demais. Como disse, o moleque acha legal o rolex do pilantra, se candidata, vira político e logo logo ta lá manipulando licitações ou desviando verbas. Fotos de políticos deveriam vir com avisos: “Cuidado: Exposição Massiva de Corrupção”

 

Cheers,

 

Hank

 


Filme do dia: “A Volta dos Mortos Vivos”. Acho que agora voltei de vez


 



- Postado por: Hank às 17h36
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank