} // mmLoadMenus() Notas do Velho Safado - By Hank - Quinta "Rodada"


Memories of Old Days

 Um dia desses li sobre o pessoal que venera uma coisa que fez parte da vida de muitos leitores desse blog, as fitinhas K7 personalizadas. Existem até sites onde o pessoal conta suas experiências com essas fitinhas.

Uma das coisas mais legais e que todo amante de música já deve ter feito muito na vida foi gravar uma coletânea em fita K7 para impressionar uma garota, ou presenta. Não era algo simples como é gravar um cd no computador.

Primeiro tinha que selecionar as músicas em discos de vinil. Aí espalhava os bolachões pretos na sala toda. Tirava cuidadosamente os LP’s da capa, colocava no toca-discos e a agulha alguns segundos antes da música anterior da escolhida. Na hora que entrava o espaço entre as músicas apertava o PLAY e REC. Ouvia a música até o fim e no final apertava o PAUSE e partia pro disco seguinte. Tudo isso de olho nos ponteirinhos do gravador, para tentar “normalizar” o volume.

Dava um baita trabalho. No final dos lados da fita tinha sempre aquela torcida para que a música escolhida coubesse no espaço livre. Era de foder quando faltavam uns 30 segundos pra terminar e os botões Play e Rec subiam, anunciando que a música que você escolheu não coube e deveria escolher outra.

Depois de pelo menos duas horas de trabalho, ainda sobrava a capinha. Na época ninguém tinha computador e impressora, então valia a criatividade. Normalmente eu pegava alguma foto de alguma banda, que tirava das revistas importadas que comprava, e colava na frente. No lado colocava algum título estúpido com o meu nome, e dentro fazia uma “ficha técnica” sobre as músicas.

Quando você dava uma fita para alguém era uma coisa especial, pois era algo totalmente artesanal, que dava um trabalho razoável, além do mais tinhas as músicas que você achava que aquela pessoa iria curtir. Era um tremendo barato, e você podia variar, fazendo um lado de cada banda, estilo, ou lentas e rápidas. Hoje você pode gravar um CD com as mesmas músicas, em menos de 10 minutos, com as músicas com o volume “normalizado” e fazer uma capinha “profissional”, mas não é igual.

As fitas K7 era a melhor forma que tínhamos de trocar músicas, então se um camarada comprasse um LP importado, no dia seguinte tinha uma dúzia de amigos na porta para gravar uma fitinha. Ainda tenho várias fitas dessas (Uma curiosamente com o “novo” do Ozzy, “Diary of a Madman” de 1981)

Mas obviamente as fitas tinham seus inconvenientes: Era uma merda quando a fita enrolava ou quebrava dentro do toca-fitas. Além de você irremediavelmente perder a fita, dava um trabalho do cão pra desenroscar a “finada” sem quebrar o aparelho. E as caixinhas eram uma merda (só vergonhosamente superadas pelas de CD) e quando caiam sempre quebravam. A qualidade do som também não nenhuma maravilha, principalmente se a fita fosse uma TDK paraguaia.

Depois dessa matéria eu lembrei que tenho pelo menos uma centena de fitas K7 numa gaveta. Ao remexê-las vi que tinha muita coisa legal que eu nunca tive em CD ou MP3 (falha que já está sendo sanada). Memórias de velhos tempos na forma de velhas Scotch’s amarelas, Basf’s pretas e TDK’s transparentes. Memórias de amigos que sumiram, de antigas e esquecidas namoradas e também de amigos que continuam presentes.

Cheers,


Som do dia: “Memories of Old Days” do Gentle Giant

 



- Postado por: Hank às 22h52
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




I Believe in Miracles

 Em um cemitério nos EUA, foram cortar uma árvore, e ao checar o tronco foi constatada uma mancha que já está sendo apontada como milagre e que teoricamente se parece com alguma pessoa enterrada lá. Acredito que a árvore deve ser assombrada pelo Picasso, pois este era um mestre em pintar gente “torta”. Mas que raios o pintor ta fazendo lá nos confins dos EUA? O lance é que tem gente que é louca pra acreditar em qualquer coisa que aparece. E isso vale tanto pra uma mancha na janela, um formato esquisito de uma nuvem ou um satélite confundido com um OVNI.

Ontem estava passando um documentário sobre uns caras que dedicam a vida á perseguir o Pé Grande. Fala sério né? Engraçado que as imagens (sempre desfocadas) mostram um ser que mais parece um grandalhão com a fantasia da Monga do Playcenter. Aí gravam-se horas de vídeo para que o cara tente me convencer que existe o bicho.

Os OVNI’s são então são um caso á parte. Tem revistas especializadas, diversos programas e documentários mostrando frisbees desfocados pendurados em linhas de pescas. O cara que inventou que os “discos voadores” se pareciam com um prato de cabeça pra baixo era um gênio do design, pois se ele inventasse que a nave se parecia com uma xícara ou abajour ninguém ia acreditar.

E olha que amo ficções científicas dos anos 50. Um dia assisti “The Angry Red Planet” onde uma expedição de cientistas iam pra Marte, e lá encontraram plantas carnívoras, aracnídeos gigantes, lagos e cidades marcianas. Acho que essa imagem de Marte ficou no imaginário de muita gente durante um tempão, que não deve acreditar até hoje nas imagens que as sondas espaciais enviam para a Terra. Devem ficar torcendo para aparecer um monstrão com cinco olhos e três bocas na frente da câmera, para sair gritando: “Eu te disse! Eu te disse!”

E do que deve ter de gente que vai á Romênia para ver o castelo do Drácula, achando piamente que ele se parecia com o vilão do Bran Stoker, que se vestia de preto, chupava sangue pelos dentões e saia dando umas voltinhas metaforseado de morcego. Logicamente que esse pessoal que acredita nessas coisas também devem acreditar que os “mutantes” da Record são verdadeiros e que o Lula não sabia de nada.

Freqüentemente aparecem imagens que choram sangue em diversas partes do mundo. Isso prova que se os santos existirem eles não tem imaginação nenhuma, pois ô truquinho mais chinfrim....Nem mágico de circo mambembe faria pior...quanta falta de criatividade...um santo poderia chorar, outro contar piadas, outro fazer flexão...sei lá...

Por isso eu sou mais a simpática “Associação Nacional dos Criadores de Saci” de Botucatu, produto genuinamente nacional, onde depois de algumas doses da “mardita”, qualquer um jura com um pé junto (dois não seria coisa de saci, certo?) que tem um saci do outro lado da porta.


Cheers,

Hank


Som do dia: “I Believe in Miracles” do Ramones



- Postado por: Hank às 12h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






Meu perfil:

Sou Paulista, Paulistano e torço para o São Paulo F.C. Sou desbocado e politicamente incorreto e discuto e não respeito política, religião e futebol sem o menor pudor.

Cerveja e pizza é a base da minha existência.

Ouço basicamente Rock em vários estilos, mas curto um pouco de outros estilos musicais.

 

 

 

The Hank Files:

01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006
01/01/2006 a 15/01/2006
16/12/2005 a 31/12/2005
01/12/2005 a 15/12/2005
16/11/2005 a 30/11/2005
01/11/2005 a 15/11/2005
16/10/2005 a 31/10/2005
01/10/2005 a 15/10/2005
16/09/2005 a 30/09/2005
01/09/2005 a 15/09/2005
16/08/2005 a 31/08/2005
01/08/2005 a 15/08/2005
16/07/2005 a 31/07/2005
01/07/2005 a 15/07/2005
16/06/2005 a 30/06/2005
01/06/2005 a 15/06/2005
16/05/2005 a 31/05/2005
01/05/2005 a 15/05/2005
16/04/2005 a 30/04/2005
01/04/2005 a 15/04/2005
16/03/2005 a 31/03/2005
01/03/2005 a 15/03/2005
16/02/2005 a 28/02/2005
01/02/2005 a 15/02/2005
16/01/2005 a 31/01/2005
01/01/2005 a 15/01/2005
16/12/2004 a 31/12/2004
01/12/2004 a 15/12/2004
16/11/2004 a 30/11/2004
01/11/2004 a 15/11/2004
16/10/2004 a 31/10/2004
01/10/2004 a 15/10/2004
16/09/2004 a 30/09/2004
01/09/2004 a 15/09/2004
16/08/2004 a 31/08/2004
01/08/2004 a 15/08/2004
16/07/2004 a 31/07/2004
01/07/2004 a 15/07/2004
16/06/2004 a 30/06/2004
01/06/2004 a 15/06/2004
16/05/2004 a 31/05/2004


 

Blogs que visito:

   Follow You, Follow Me
   Allan Sieber
   A Boa Esposa Pensando Naquilo
   Blônicas
   Celtic Skull Products
   Guto Leite
   Lu Cordeiro
   MATUTO MODERNO
   Menina Apimentada
   Na Palma da Minha Mão
   Olívia
   Paulo Freire
   Poeira Zine
   Popload
   Ricardo Rayol
   Ricardo Vignini
   Sakana
   Sexo, Poesia e Bossas
   Sobre Todas as Coisas
   Tânia
   A Matéria do Sonho
   Sem Meias Palavras
   Lixão de Textos
   Tia Augusta
   Killing Travis
   Xico Sá
   Coisas e Coisas
   Mini Contos Perversos


Contador:

 

 

DIVULGUE

 

 

CONTATO

 

 

XML/RSS Feed
O que é isto?

Template by Hank